Notícias

TCC feito com equipe de rugby de VR é premiado em Colóquio

Aluna analisou a correlação entre a velocidade e a potência anaeróbica dos jogadores - 13/07/2018


A experiência de uma ex-atleta de rugby aliada aos conhecimentos adquiridos durante a faculdade de Educação Física se transformou em um premiado Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). A aluna Marcella Moutinho Gonçalves elaborou seu projeto final em cima de análises e pesquisas entre a equipe de Rugby Seven de Volta Redonda, com o objetivo de auxiliar no planejamento e treinamento dos atletas.
A pesquisa rendeu prêmio no XI Colóquio Técnico-Científico UniFOA - A Matemática está em tudo - realizado entre os dias 24 e 26 de outubro de 2017.
- Pratiquei o rugby durante quatro anos. Parei por causa de um acidente que sofri de moto, mas nunca me afastei do esporte. Pouco tempo depois tive a oportunidade de treinar a equipe juvenil, na qual fiquei à frente durante um ano e alguns meses. Daí surgiu a ideia de me aprofundar na área técnica e juntar o que aprendi no meio acadêmico. Foi quando realizei meu TCC. O objetivo do estudo era analisar se existe correlação entre a velocidade e a potência anaeróbica dos jogadores, explicou Marcella.
O estudo realizado com jovens que tem entre 14 e 18 anos, contou com testes de massa corporal, estatura, velocidade e potência anaeróbica. A pesquisa foi submetida à Plataforma Brasil, que é a base nacional de registros de pesquisas com seres humanos, e aprovada com o Certificado de Apresentação para Apreciação Ética (CAAE). 
Os dados das avaliações mostraram que existe uma correlação significativa entre as valências físicas. Aqueles que apresentaram menores tempos para o teste de velocidade apresentaram maior potência anaeróbica média, indicando que um trabalho que visa o aumento da potência anaeróbica pode influenciar na velocidade. O resultado pode auxiliar no planejamento do treinamento dos atletas de Rugby Sevens. “A análise foi feita com intuito de buscar o melhoramento dos atletas. Aprofundei a pesquisa pensando no que eu poderia ajudar a equipe como um todo”, disse Marcella.
O trabalho foi todo elaborado pela aluna sob a orientação do professor Carlos Marcelo de Oliveira Klein.  “Gostaria de destacar todo mérito da aluna que trouxe pra gente a ideia, o tema. Costumo dizer para os acadêmicos procurarem fazer o que gostam, que está imbuído daquela paixão. E foi muito legal porque a Marcella é uma menina que vivenciou o esporte e trouxe para nós a oportunidade de estar lá com eles. Isso é fundamental pra gente como professor, para os alunos e para a equipe que foi analisada”, destacou o docente. 
O Rugby - O Rugby Seven é uma variante do rugby original. Nele são apenas sete jogadores em cada time. A disputa acontece em dois tempos de sete minutos cada, diferentemente do tradicional que são 15 jogadores em dois tempos de 40 minutos. Em geral, a variação exige mais destreza dos jogadores. Por essa razão eles geralmente são mais leves e rápidos comparados aos do rugby com 15. É um jogo que se caracteriza por corridas repetitivas de alta intensidade, o que requer de seus jogadores velocidade, agilidade, força explosiva, potência anaeróbica e capacidade aeróbica.
O Time de Rugby de Volta Redonda foi fundado no dia dois de julho de 2008 e foi a primeira equipe do Sul do Estado do Rio de Janeiro.

PRINCIPAIS DIFERENÇAS ENTRE O RUGBY SEVEN E O TRADICIONAL

• 7 jogadores titulares (em vez de 15)
• 5 jogadores reservas (em vez de 7)
• 3 substituições por jogo (em vez de 7)
• Dois tempos de 7 minutos (em vez de 40)
• Prorrogação de 5 minutos (em vez de 20)
• 1 minuto de intervalo (em vez de 10 minutos)
• Conversões devem ser feitas 40 segundos após o try (em vez de 60 segundos)
• Conversões feitas via drop kick (em vez do place kick).
• 3 jogadores no scrum (em vez de 8)
• Cartões amarelos dão 2 minutos de suspensão (em vez de 10)