Nível de processamentos dos alimentos


Alunas de Nutrição desenvolvem didática educativa com funcionários de shopping

Publicado em 29/8/2017

As alunas do 7º período do curso de Nutrição conversaram com funcionários do Sider Shopping, nessa segunda, 28, sobre o nível do processamento dos alimentos. O bate-papo teve como objetivo reeducar os participantes acerca dos benefícios de uma alimentação saudável rica alimentos naturais.

A professora Ana Paula Menezes contou que foi um convite da administração do shopping e que essa não foi a primeira vez que o curso esteve presente. “A pirâmide dos alimentos não é mais adotada no guia alimentar e a nova preconização é que se trabalhe com o nível de processamento dos alimentos: se eles são naturais, minimamente processados, processados e ultra processados”, explicou Ana Paula, que é a responsável pela a disciplina de Educação Nutricional e para a Saúde.

Um exemplo dado pela professora de alimentos naturais que passam por esse processo é o milho. “Natural temos o milho em espiga; minimamente processado é a espiga de milho cozida e pronta para o consumo; nós encontramos o milho processado quando ele é enlatado e são adicionados componentes como sal, açúcar, óleo e conservantes; ultra processados sãos os salgadinhos feitos a base de milho”, continuou.

E o que comer?

A indicação é que os produtos naturais, que não passam por nenhum período de processamento, sejam os escolhidos para a mesa, segundo a aluna Ana Caroline de Carvalho. “O consumo desses alimentos que passam pela adição de açúcar, sal e óleo é extremamente maléfico para a saúde, uma vez que podem desencadear várias doenças, como obesidade, diabetes e hipertensão”, frisou a futura nutricionista.


Veja Também: