Como se tornar psiquiatra? Veja como funciona o processo

Profissões da área da saúde são sempre muito procuradas tanto pela demanda no mercado, quanto pelos salários e também pelo desejo de realmente fazer a diferença na vida das pessoas. E uma das carreiras mais desejadas é a de Medicina, que oferece um grande leque de possibilidades por meio de suas especializações e áreas de atuação, entre elas está a Psiquiatria. Mas, afinal, como se tornar psiquiatra?

Se você também tem essa dúvida, acompanhe o post até o final. A seguir, você vai entender melhor o conceito de Psquiatria, a diferença entre essa área e a Psicologia, a atuação do Psiquiatra e o passo a passo para seguir essa carreira. Ao final, você conhecerá as disciplinas que integram o curso de especialização para poder exercer a profissão. Boa leitura!

O que é Psiquiatria?

O primeiro ponto que você deve saber é que a Psiquiatria é uma especialidade da Medicina. Ou seja, para se tornar um psiquiatra é preciso se formar em Medicina e, em seguida, cursar uma residência.

O profissional é especializado em transtornos mentais. Desse modo, sua função é ajudar os pacientes na cura ou no alívio de sofrimentos psíquicos. Para isso, é responsável pelo diagnóstico e tratamento de distúrbios mentais, como transtornos do humor (depressão, ansiedade, bipolaridade), esquizofrenia, demência, entre tantos outros.

Então, o psiquiatra tem um conhecimento profundo sobre a saúde física e mental e de que maneira elas afetam uma à outra. Sendo assim, lida com problemas de saúde que podem:

  • prejudicar os processos cognitivos, como aprendizado, atenção e memória;
  • causar alterações no sistema nervoso central;
  • modificar a personalidade e o comportamento do indivíduo;
  • diminuir o prazer e o ânimo do indivíduo em fazer aquilo que gosta, dar sequência a um trabalho, continuar os estudos ou se envolver em novas atividades;
  • mudar o humor e a forma com a qual ele se manifesta.
Leia também:  5 dicas valiosas de como estudar História para o Enem

Psiquiatria e Psicologia: qual a diferença?

Algumas profissões da área da saúde podem causar confusão por parecerem semelhantes entre si. No entanto, elas têm profundas diferenças. É o caso da Psicologia e Psiquiatria. Isso acontece porque ambas cuidam da parte mental e neurológica.

Porém, a primeira diferença entre elas é a formação acadêmica. Quem deseja ser um psicólogo deve fazer graduação em Psicologia e pode atuar em problemas relacionados a processos mentais, emoções e comportamentos dos pacientes, como no caso de depressão, ansiedade, síndrome do pânico, luto, problemas de relacionamentos, entre outros.

Por sua vez, conforme comentamos, quem quer se tornar um psiquiatra precisa fazer graduação em Medicina. Afinal, trata-se de uma especialização da área. Outra grande diferença é que esses profissionais podem tratar de problemas psicológicos por meio de medicações.

Mas o que faz um médico psiquiatra?

Como todas as áreas da Medicina, a Psiquiatria tem uma atuação bastante ampla. Segundo a Classificação Brasileira de Ocupações (CBO), o profissional pode atender pacientes individuais, trabalhar com a implementação de ações de saúde pública, com a coordenação de programas sociais e na realização de perícias.

É importante lembrar que por terem graduação em medicina, também podem atuar como médicos generalistas e têm autonomia tanto para solicitar quanto para interpretar exames de saúde. Além disso, também podem realizar pareceres com diagnósticos médicos, prescrever medicamentos para pacientes ou, ainda, solicitar internações sempre que julgarem necessário.

Leia também:  Médico que acompanha cantor Arlindo Cruz no tratamento à base de canabinoides visita o UniFOA

Assim, podem atender pacientes em consultórios ou clínicas particulares e públicas, hospitais, emergências, Unidades Básicas de Saúde e em órgãos públicos, como Centro de Atenção Psicossocial (CAPS).

Outro ponto interessante é que mesmo dentro da Psiquiatria é possível se especializar ainda mais. Você tem a possibilidade de fazer uma especialidade em Pedopsiquiatria, focada em crianças e adolescentes, Gerontopsiquiatria, com foco em idosos, Psicoterapia (em conjunto com terapia) ou, ainda, em Psiquiatria Forense, que trabalha ajudando na solução de casos criminais.

Então, como se tornar psiquiatra?

Ficou interessado pela área? Agora que você já sabe o que faz o profissional, é hora de saber como se tornar um psiquiatra. Confira o passo a passo a seguir!

Faça uma graduação em Medicina

O primeiro passo é fazer um vestibular para Medicina e se graduar na área. O curso tem duração de 6 anos e estuda a fundo os princípios anatômicos, fisiológicos, metabólicos e patológicos do corpo humano. Além disso, há matérias específicas para que os estudantes desenvolvam habilidades médicas, como atendimento de pacientes, prescrição de medicamentos, urgência e emergência, entre outras.

Obtenha seu CRM

A sigla CRM faz referência ao Conselho Regional de Medicina, um órgão vinculado ao Conselho Federal de Medicina (CFM), que fiscaliza e regulamenta a atuação dos médicos. Para que um profissional possa exercer sua profissão, é preciso obter um número de registro junto ao CRM, único para cada médico.

Faça residência ou especialização

O próximo passo é fazer uma residência. Para isso, o médico deve ser aprovado em uma prova de um Programa de Residência Médica. O curso dura em média 3 anos e foca no aperfeiçoamento e aprendizado prático de maneira intensiva, podendo ser feito tanto em instituições públicas quanto privadas.

Leia também:  Livros sobre Design: 5 ideias para você aprender mais

Normalmente a divisão das aulas é da seguinte forma: 20% para aulas teóricas e 80% para trabalho prático na instituição.

Ainda há a opção de fazer uma especialização por meio de um curso de pós-graduação. Nesse caso, após o término, é preciso comprovar 6 anos de prática em Psiquiatria e realizar uma prova aplicada pela Associação Brasileira de Psiquiatria.

Depois desses 3 passos você estará pronto para atuar na área. No entanto, é sempre importante manter-se atualizado. Por isso, o ideal é continuar sempre investindo nos estudos sobre as novas descobertas no que se refere a medicamentos, diagnósticos e tratamentos dos transtornos mentais.

Quais matérias compõem a especialização em Psiquiatria?

Caso você opte por fazer uma especialização para se tornar um psiquiatra, você estudará diversas matérias, entre as quais:

  • Psiquiatria geral;
  • Psicoterapia;
  • Psicogeriatria;
  • Psiquiatria da infância e da adolescência;
  • Psicopatologia geral e específica;
  • Psicofarmacologia;
  • Dependência química;
  • Tratamento farmacológico e tratamento não farmacológico de distúrbios mentais.

Agora que você já sabe como se tornar um psiquiatra, viu que antes de tudo é preciso se formar em Medicina e se dedicar bastante aos estudos, não somente até conseguir o título de especialista, como também ao longo da carreira. Ao investir em atualizações constantes, certamente você conseguirá trilhar um caminho de sucesso na área da saúde.

Quer começar a sua jornada? Então, entre em contato agora mesmo com a UniFOA e saiba como podemos ajudar você!

COMPARTILHAR

Leia também...

Escolha abaixo a melhor opção

Olá! Sou seu assistente Virtual. Posso te ajudar?

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Saiba mais.

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas