Deputado Munir Francisco e UniFOA unem forças em atenção às Doenças Raras

doenças

O deputado estadual Munir Francisco, presidente da Frente Parlamentar em Atenção às Doenças Raras da Alerj, visitou o campus Olezio Gallotti, marcando o início da Semana de Doenças Raras. O foco da visita foi a apresentação da cartilha desenvolvida pela frente parlamentar, que busca conscientizar a população sobre pessoas raras, seus direitos e apresentar toda rede de apoio.

Com o intuito de promover e divulgar a cartilha, o deputado Munir Francisco solicitou o apoio da instituição, especialmente direcionado aos estudantes do curso de Medicina. Destacou a importância dos médicos no processo de diagnóstico, ressaltando que, a cada 2000 pessoas, uma é diagnosticada com doença rara. A maioria de origem genética (80%), as demais provêm de causas ambientais, infecciosas, imunológicas, entre outras. No Brasil, há 13 milhões de pacientes raros, e em Volta Redonda, a aproximadamente 165 pacientes.

Única geneticista da região, a professora Claudia Yamada Utagawa, é referência no atendimento a essa população. No ano passado, foram realizados na policlínica do Centro Universitário de Volta Redonda – UniFOA que é o único local que faz esse tipo de acompanhamento mais de 140 atendimentos, abrangendo 87,5% da comunidade com doenças raras do município. O deputado Munir Francisco elogiou o trabalho da professora Utagawa e destacou a importância de capacitar os futuros médicos para o diagnóstico preciso dessas condições.

Durante a visita, o deputado ressaltou a parceria com a Sociedade Brasileira de Genética Médica, para a confecção da cartilha e é especializada na capacitação para o diagnóstico de doenças raras, e a importância para o diagnóstico de doenças raras.

Leia também:  Escola de Gestão e Negócios do UniFOA inicia 1° semana acadêmica

“Uma das coisas que mais me sensibilizou foi saber que 30% das crianças raras morrem antes dos 5 anos por falta de diagnóstico preciso e que os remédios para raros custam 25 vezes mais do que medicamentos comuns. Vidas raras importam e por isso da criação dessa Frente Parlamentar que vai trazer visibilidade, conscientização e novas leis”, destacou.

O presidente da Fundação Oswaldo Aranha (FOA), Eduardo Prado, agradeceu a oportunidade de continuar atendendo casos de doenças raras no UniFOA. Ele elogiou a condução da Frente Parlamentar em Atenção às Doenças Raras da Alerj, enfatizando a importância da conscientização dos estudantes e da comunidade interna.

“Agradeço a oportunidade de continuar atendendo os casos de doenças raras no UniFOA, agora conscientizando nossos estudantes e a comunidade interna. Parabéns pela condução da Frente Parlamentar em Atenção às Doenças Raras da Alerj”, declarou Eduardo Prado, presidente da FOA.

A parceria entre o Poder Público e o UniFOA visa garantir uma melhor qualidade de vida para pacientes e familiares afetados por doenças raras, destacando o compromisso conjunto com a saúde da população.

COMPARTILHAR

Leia também...

Escolha abaixo a melhor opção

Olá! Sou seu assistente Virtual. Posso te ajudar?

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Saiba mais.

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas