Estudantes do UniFOA desenvolvem jogo educativo em projeto de conscientização

jogo

O uso sustentável da água a partir de um ciclo hidrológico saudável e renovável permite o atendimento integral das necessidades humanas, das cidades, da agricultura e do setor produtivo. O consumo bem planejado e aplicado resulta na conservação dos ecossistemas aquáticos, no uso racional dos recursos hídricos e na adoção de tecnologias e sistemas alternativos para a geração e economia desse recurso indispensável para a vida.

Em busca de disseminar as principais atitudes relacionadas à utilização correta da água, os estudantes do 7º período do curso de Engenharia Ambiental do Centro Universitário de Volta Redonda (UniFOA) desenvolveram materiais de conscientização para serem aplicados em um jogo educativo para alunos de escolas particulares e públicas dos municípios de Volta Redonda e Pinheiral. O planejamento e a prática da iniciativa, divididos em dois semestres, fazem parte da disciplina de Projetos Integrados do curso, que teve a última aula do semestre no início do mês, no prédio 18 do Campus Universitário Olezio Galotti, em Três Poços.

Segundo dados do Instituto Trata Brasil, publicados em junho de 2023, 40,3% de toda a água tratada no país era desperdiçada por meio de vazamentos e erros de mediação, um exemplo claro de uso incorreto, provocando o desperdício. No estado do Rio de Janeiro, o número atingia os 45%, um alerta ainda maior para o incentivo de políticas e ações a favor da utilização sustentável.

Leia também:  Instituição recebe delegação especial da UNIVAP para estreitar parcerias e projetos de inovação

No intuito de atingir esse objetivo por meio de ações ambientais educativas, os discentes de Engenharia organizaram, na primeira parte do projeto, os ensinamentos da iniciativa a partir de conteúdos de conscientização que serão apresentados sobre o desperdício e uso renovável da água, e adaptaram essas informações à prática do jogo twister. Os estudantes do UniFOA realizarão a atividade no segundo semestre, quando se encontrarão com alunos de escolas de Volta Redonda e Pinheiral.

Eles reuniram os instrumentos necessários para a brincadeira educativa, que contém um tapete com círculos coloridos em quatro cores, roleta indicativa de qual cor deve-se apoiar as mãos ou pés, e as cartas em que estão escritas as perguntas sobre conscientização, baseadas nos materiais informativos explicados sobre o uso correto e incorreto da água, que serão feitas ao longo do jogo. A prática será desenvolvida de maneira lúdica e de fácil compreensão de todos, ao unir o aprendizado e a diversão das crianças e adolescentes.

O planejamento da atividade é começar com a apresentação dos conteúdos informativos acerca do desperdício e uso correto da água, além de atitudes direcionadas ao seu combate, como tomar banho em um tempo mais curto e desligar a torneira ao escovar os dentes. Depois, o jogo será colocado em prática, com o objetivo de fixar os conhecimentos mostrados inicialmente.

Para começar o jogo, os estudantes de cada colégio serão divididos em grupo de 4 até 6 integrantes. Depois, um dos estudantes de Engenharia do programa girará a roleta. O aluno que estiver em sua vez de jogar deve executar a indicação da roleta sobre apoiar sua mão ou pé na cor que for sorteada ao girá-la e não retirar desse local selecionado até o fim da partida.

Leia também:  Santander abre inscrições para programas de bolsas de estudos

Para finalizar a rodada de cada aluno, ele deverá responder uma pergunta corretamente acerca dos tópicos apresentados antes da brincadeira. Se errar, deverá continuar jogando por mais rodadas e executar mais movimentos, sem desfazer aqueles que foram feitos anteriormente.

A prática do jogo tem o intuito de mitigar a educação ambiental a partir de uma atividade leve para potencializar o aprendizado, alinhando a teoria com propósito de ensinar, informar e conscientizar de forma lúdica e divertida:

“Através do jogo, que é uma ferramenta lúdica, consegue-se ensinar um conteúdo educacional muitas vezes denso e abstrato. O jovem aprende o conteúdo de forma empolgante e acaba transmitindo esse assunto para os mais próximos”, pontuou Érika Fraga, uma das professoras proponentes do projeto, ansiosa com os resultados da prática futura.

Como reflexo da experiência vivenciada pelos acadêmicos do UniFOA, a proposta visa ampliar o aprendizado técnico e teórico deles além da sala de aula, pois sistematiza os conhecimentos adquiridos durante a disciplina e a aplicação do jogo elaborado. Além disso, eles são ainda mais capacitados pelas habilidades socioculturais e ambientais compreendidas através do contato com pequenas atitudes sustentáveis e sua transmissão por meio do ensinamento a jovens estudantes da região:

“É maravilhoso participar desse projeto. Poder contribuir para futuras gerações entenderem melhor cuidados e atitudes de conservação da água é realmente transformador. Além disso, consigo treinar as técnicas que aprendi como estudante dentro de sala de aula. Todo mundo ganha nesse caso”, contou Jonathan Saldanha, estudante de Engenharia Ambiental do UniFOA.

Leia também:  Estudantes de Enfermagem promovem treinamento de primeiros-socorros com funcionários do Supermarket

COMPARTILHAR

Leia também...

Escolha abaixo a melhor opção

Olá! Sou seu assistente Virtual. Posso te ajudar?

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Saiba mais.

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas