Evento direcionado a líderes comunitários fala sobre impacto na saúde mental

Afeto, cuidado, empatia, amor, zelo, compaixão, terapia foram algumas das palavras compartilhadas no encontro promovido pelo UniFOA na tarde da última quinta-feira, 29 de setembro. O programa de saúde “Mentoria em Mente” apresentou o “Workshop de Saúde Mental em Lideranças de Impacto Social”, idealizado e ministrado pelo professor Alessandro Orofino no Aterrado.

Dario Aragão
Dario Aragão na abertura do “Workshop de Saúde Mental em Lideranças de Impacto Social”

 

Retomando a volta dos eventos presenciais no campus universitário Porfírio de Almeida, o professor e coordenador do Escritório da Cidadania, agora situado no Aterrado, Dario Aragão fez uma breve abertura aos presentes.  

Por sua vez, Orofino iniciou a palestra com leveza, cuidado com o próximo e provocou um exercício para “se conectar com o sentimento de paz” em cada participante. Em seguida, em diversos momentos abrindo espaço para participações e trocas com a plateia, falou sobre autoliderança e auto empoderamento. “A liderança é um movimento contínuo. Você não é, você está”. Quando se aprofundou sobre o lugar de fala de um líder, foi taxativo “O poder não é dele, é dos outros. O líder só é líder porque o outro permitiu”.  

DSC7857

 

Para o professor, líderes têm sensibilidade aguçada. “Você só pode dar afeto se você tem capacidade, a honrosa capacidade de escutar”. Segundo ele, o autoconhecimento é a chave, é a importância de cuidar do interior do indivíduo. “Nossos problemas começam e terminaram dentro de nós. O ser humano não é só o que ele pensa, é o que ele sente”. 

Leia também:  Documentário em homenagem ao Clube Palmares abre Semana da Consciência Negra em Volta Redonda

Nas horas seguintes, a apresentação de Orofino, que usou imagens fortes e impactantes para ilustrar o tema, explanou o impacto na saúde mental nos dias de hoje. “A humanidade precisa entender que se não dermos importância a isso, só vamos aumentar as estatísticas”, enquanto apresentava números a respeito de situações delicadas referentes a depressão, saúde mental e até suicídio. 

DSC7829

DSC7796

– Todos nós somos frágeis. A fragilidade nos constrói. Precisamos ter compaixão conosco. É natural se cansar – explicou na palestra. “A capacidade de transformar exige contribuição, autoconhecimento e muito estudo”. 

A iniciativa superou as expectativas da organização, que teve a grata surpresa de presenças de não apenas líderes de diversas associações comunitárias, mas também de alunos de muitos cursos da instituição. 

COMPARTILHAR

Leia também...

Escolha abaixo a melhor opção

Olá! Sou seu assistente Virtual. Posso te ajudar?

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Saiba mais.

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas