Corrida: Quais os cuidados na hora de decidir pela prática esportiva

corrida

A corrida é uma atividade física democrática, pois não precisa de muitos equipamentos e pode ser realizada em qualquer lugar. Esse exercício queima calorias e traz muitos benefícios para a saúde física e mental e, de acordo com pesquisas, a estimativa é que tenham mais de 5 milhões de corredores no Brasil. Mas, todo mundo pode praticar essa modalidade esportiva, bastando calçar um tênis e sair correndo?

A resposta é um sonoro NÃO! De acordo com o coordenador do curso de Educação Física do Centro Universitário de Volta Redonda – UniFOA, professor Silvio Vilela, a corrida não é indicada para todas as pessoas, porém existem outras atividades que podem substitui-la. Quem decide pela prática da corrida por conta própria pode sofrer consequências sérias.

Para entender melhor o assunto, Silvio Vilela explica que a corrida é uma atividade física de alto impacto para as articulações dos membros inferiores e coluna vertebral, além de exigir muito de toda a parte cardiorrespiratória. Por isso, inicialmente, é preciso saber se está tudo bem com a saúde e entender se a corrida é realmente a melhor indicação para aquele indivíduo.

Em primeiro lugar, marque uma consulta médica para que possa ser feita uma série de testes e avaliações da condição física geral. Depois procure orientação de um profissional de educação física para que ele possa, a partir do que foi diagnosticado pelo médico, montar um programa individual de corrida, de acordo com o objetivo da pessoa e sua capacidade física naquele momento.

Leia também:  Curso de Nutrição do UniFOA participa da 6ª CESANS/RJ

O professor é enfático ao afirmar que não é só calçar um tênis e sair acelerando pela rua. “De modo nenhum isso deve ser feito, independente da idade e do sexo. Sair por aí correndo sem uma avaliação médica e um programa personalizado pode ter consequências terríveis para a sua vida. Todo exercício físico precisa da orientação de um profissional que estudou e se formou para isso”.

Dicas e orientações para realizar a corrida de forma saudável:

  1. Procure um médico e faça um check-up (exame geral);
  2. Procure um profissional de educação física para montar um programa específico para você;
  3. Se optar pela corrida ao ar livre, evite os momentos mais quentes do dia;
  4. Procure um lugar com sombras e um piso sem buracos, para evitar acidentes;
  5. Use roupas leves. Se for correr durante a noite, procure usar roupas que facilitem a visualização por parte dos motoristas
  6. Preste atenção no tênis que irá usar, pois existem uns que são fabricados especificamente para corredores e ajudam a proteger os joelhos e a coluna. Não precisam ser caros, mas necessitam ser leves, flexíveis e com amortecedores na parte do calcanhar. O tempo irá te agradecer por isso;
  7. Beba bastante água, pois a hidratação é extremamente importante durante a prática de exercícios físicos;
  8. Cada indivíduo é diferente da outro. Neste caso, não é preciso fazer igual ou mais do que o seu colega; o que você precisa é de um bom plano para ser seguido;
  9. Em Volta Redonda, existe a Arena de Atletismo, da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer-Smel, com uma pista de corrida espetacular aberta ao público, a partir das 6 horas da manhã. É só chegar, se identificar com o prof. responsável e usufruir do espaço, inclusive com vestiário e chuveiro.
Leia também:  Projeto Gente da FOA aborda experiência do cliente e construção de marca

COMPARTILHAR

Leia também...

Escolha abaixo a melhor opção

Olá! Sou seu assistente Virtual. Posso te ajudar?

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Saiba mais.

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas