Quer ser programador? Veja por que fazer faculdade é uma boa opção

O avanço da tecnologia modificou muitas profissões e criou várias outras. A cada ano, as novidades dessa área influenciam o mercado de trabalho. Por isso, uma das funções mais atrativas para o futuro é ser programador.

A carreira oferecer bons salários e abre portas inclusive para trabalhos internacionais. Você quer saber um pouco mais sobre essas possibilidades? Acompanhe as informações que trouxemos e descubra o que precisa ser feito para atuar nesse campo!

O que faz um programador?

Ele é o profissional responsável por criar os programas ou aplicativos que você utiliza nos seus dispositivos eletrônicos. Tudo o que envolve tecnologia tem uma programação por trás. É preciso codificar instruções lógicas para que um equipamento realize sua função, e quem faz esse trabalho é o programador.

E isso não vale apenas para a tecnologia que utilizamos no nosso computador pessoal ou celular. As soluções tecnológicas usadas em residências ou empresas também envolve a ação de um programador.

Assim, esse profissional entende a linguagem utilizada pelos programas e cria as especificações que eles devem seguir para funcionar. Existem, pelo menos, quatro mercados principais para quem quer ser programador: é possível programar softwares de computador, sites da internet, aplicativos de celular e jogos.

Qual é o perfil desse profissional?

Para se tornar um programador, a pessoa pode ser formada em diversos cursos na área da tecnologia. Não há uma faculdade específica para esse trabalho. É possível exercê-lo com diploma de Computação ou Sistemas de Informação, por exemplo. Alguns profissionais atuam mesmo sem formação superior.

Leia também:  8 dicas de como criar um currículo

É aconselhável que os interessados na profissão façam cursos ligados à programação e obtenham a aprovação nas provas específicas da área — as certificações. Além disso, o inglês é um requisito, pois tudo relacionado a esse trabalho envolve a língua inglesa.

Fora os conhecimentos técnicos, existem diversas habilidades relevantes para o programador. O raciocínio lógico é uma das principais. Ter uma boa capacidade de análise e saber encontrar soluções práticas também são aspectos necessários.

E, como tudo que se trata de tecnologia, o profissional precisa estar aberto às atualizações constantes. Para isso, estudar e conhecer as novas ferramentas continuamente é fundamental para fazer um bom trabalho.

Quais são as vantagens de fazer faculdade para atuar nessa área?

Como você viu, nem sempre é necessário ter um diploma de graduação para conseguir emprego como programador. Mas, sem dúvida, o melhor caminho para se consolidar na carreira é fazer uma faculdade.

Isso porque ela prepara o estudante para as demandas do mundo tecnológico. Nesse sentido, aprender a programar com professores qualificados é muito melhor do que se lançar aos desafios práticos sem o devido preparo.

Além disso, o mercado de trabalho reconhece os esforços empregados para a formação do profissional. Por exemplo, as vagas em grandes empresas são reservadas para quem tem um bom currículo, e as experiências de trabalho no exterior costumam exigir a conclusão do ensino superior.

Leia também:  Como lidar com a ansiedade na hora da prova

Como não há um curso específico de programação, o aluno deve ter atenção ao analisar as opções e escolher a que vai melhor prepará-lo para esse campo. E escolher uma faculdade de qualidade também é indispensável!

Com certeza, ser programador é uma alternativa interessante e vantajosa no mercado atual. O desenvolvimento da tecnologia está evidenciando cada vez mais essa profissão. Por isso, o retorno financeiro é atrativo e há diversas vagas disponíveis.

E então, quer aproveitar essas vantagens? Conheça o curso de sistemas de informação da UniFOA e invista no seu futuro!

COMPARTILHAR

Leia também...

Escolha abaixo a melhor opção

Olá! Sou seu assistente Virtual. Posso te ajudar?

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Saiba mais.

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas