Lifelong learning: confira 6 dicas para adotar essa habilidade

A formação em um curso superior ocupa um espaço importante em muitos planos de carreira. Para se destacar na área escolhida, no entanto, você precisa manter o foco no estudo mesmo após a conquista do diploma. Essa busca constante por conhecimento vem sendo valorizada e tem até um nome específico: lifelong learning.

Já conhecia a expressão? Ela ganha notoriedade em um mercado que passa por tantas mudanças e exige rápida adaptação por parte dos profissionais. A tendência, portanto, é que cada vez mais empresas se apoiem no conceito para compor times, recrutar novos talentos e fechar parcerias com diferentes tipos de negócios.

Continue com a gente e conheça 6 dicas para se ajustar a essa transformação quanto antes!

O que significa lifelong learning?

De origem inglesa, o termo pode ser traduzido para aprendizado duradouro ou educação contínua. As duas definições deixam claro que se trata da capacidade de desenvolver habilidades por toda a vida. A ideia é reforçar que, independentemente da idade, perfil ou função, toda pessoa deve estar sempre em busca de capacitação.

Os motivos são vários: aprimorar o próprio trabalho, acompanhar as evoluções mais relevantes, ampliar as chances de resolver problemas, acessar melhores oportunidades, entre outros benefícios. Manter a mente aberta ao novo traz vantagens no âmbito pessoal e profissional, visto que melhora a interação com diferentes grupos.

Isso significa que tanto estudantes jovens quanto profissionais que atuam há muitos anos podem tirar proveito da aprendizagem ininterrupta. Esse comportamento garante contato com inovações e ajuda a pensar fora da caixa. Afinal, seu propósito também está em reciclar e complementar saberes que já fazem parte da rotina de cada indivíduo.

Os principais pilares do lifelong learning são:

  • aprender a conhecer — prazer pelo processo de investigar e de compreender diferentes elementos ou situações;
  • aprender a fazer — disposição para colocar em prática os conhecimentos adquiridos, testando e avaliando resultados;
  • aprender a conviver — interesse pela troca com outras pessoas para estabelecer vínculos e lidar bem com imprevistos;
  • aprender a ser — autonomia para se aprofundar no que atrai sua atenção e favorece o seu crescimento.
Leia também:  Conheça 6 hábitos que vão te ajudar a manter o foco nos estudos

Como adotar essa habilidade?

Existem muitas estratégias atrativas para quem nunca quer deixar de aprender. Lembre-se de que a curiosidade faz parte do cotidiano em diversas carreiras. Seja para descobrir novas formas de executar tarefas, seja para corrigir falhas com o intuito de ter um melhor desempenho, ela sempre será sua aliada.

Veja agora o caminho mais simples para se tornar um lifelong learner.

1. Incorpore a aprendizagem na rotina

Pensar que o saber só surge depois de longas horas de estudo só vai fazer com que você desanime. Entenda que, com algumas adaptações e bastante comprometimento, é possível absorver conteúdos todos os dias. A dica é analisar sua rotina e identificar os períodos que podem ser dedicados à obtenção de conhecimentos.

Há pessoas que terão a manhã, tarde ou noite inteira livre; outras precisarão ocupar o curto intervalo após o almoço. O importante é adequar a agenda à sua realidade e não deixar que problemas do dia a dia prejudiquem seus esforços. Aos poucos, você verá que muita coisa foi assimilada e usará isso como motivação para correr atrás de melhorias.

2. Busque experiências novas

A aplicação do lifelong learning envolve teoria e prática em proporções que variam conforme a habilidade a ser desenvolvida. De qualquer modo, você precisa ter vontade suficiente para colocar a mão na massa assim que aprender algo. O conselho vale tanto para estudantes no início da faculdade quanto para especialistas em determinado campo.

Leia também:  Por que uma faculdade particular de Medicina pode ser uma boa escolha?

Quanto mais experimentamos, mais empolgação temos para repetir o processo da descoberta. Então, procure se envolver com diferentes atividades para entender o que funciona e combina com seu perfil. Também é importante aproveitar os testes para identificar outros métodos de fazer as coisas, sempre com a intenção de obter bons resultados.

3. Compartilhe opiniões e saberes

O aprendizado acontece de várias maneiras, incluindo a transmissão de ideias a outras pessoas. Isso quer dizer que, ao explicar determinado assunto ou demonstrar o funcionamento de um aparelho para alguém, você acaba fixando toda a interação e memorizando seus passos com facilidade.

O mesmo ocorre na troca de percepções relacionadas à jornada de aprendizagem, quando, por exemplo, você discute os desafios desse caminho com grupos que estão enfrentando situação parecida. Os diálogos podem acontecer online ou presencialmente, sendo ótimos recursos para inspirar, comparar efeitos das ações e incentivar os envolvidos.

4. Leia com frequência

Uma das melhores formas de se manter por dentro do que acontece em uma região ou no mundo é consumir materiais escritos. Além disso, o hábito da leitura é fácil de colocar em prática, não importa o horário ou local em que você está. Com uma apostila física ou celular em mãos, bastam alguns minutos para se informar sobre diferentes assuntos.

Assim, para adotar o lifelong learning, não deixe faltar livros, revistas, jornais e conteúdos de sites em seu dia a dia. A internet permite acesso a inúmeras publicações, das mais variadas áreas do conhecimento. Faça um pouco de leitura por dia e você já vai criar o costume de folhear ou clicar em alguns textos sempre que tiver a oportunidade.

5. Invista em cursos e treinamentos

As faculdades abrem caminhos para o exercício de diversas profissões, desde aquelas consideradas tradicionais até as mais inovadoras. Mas mesmo que tenham papel central na transmissão de saberes básicos de cada carreira, não devem ser tratadas como único meio para a capacitação profissional.

Leia também:  O que é a técnica Pomodoro e como usá-la a favor dos estudos?

Se a premissa do aprendizado contínuo é estar sempre de olho em coisas novas, nada mais inteligente que investir em processos que incentivem o ensino e a troca de experiências. Assim, tenha o cuidado de buscar outros olhares sobre aquilo que você estudou, participando de feiras, congressos e palestras sobre temas de interesse. Cursos e treinamentos especializados também fazem a diferença porque preparam seu perfil para as necessidades mais urgentes do mercado.

6. Use a tecnologia

No mundo online, a informação pode ser obtida do jeito que você preferir: em posts de blogs, em canais de vídeos, em plataformas que hospedam podcasts, em fóruns de discussão e até grupos de redes sociais. É só conectar seu dispositivo à rede e escolher o melhor formato de conteúdo para começar a aprender.

A tecnologia e suas ferramentas devem ser aproveitadas ao máximo para expandir sua visão sobre aquilo que conhece e ter contato com o que ainda não faz parte da sua vida. Inclusive, por reunir pessoas de todos os lugares em espaços dedicados à interação, a tecnologia pode favorecer o networking e a construção de novos círculos sociais.

Ficou com vontade de colher os benefícios do conceito lifelong learning? Pense que o perfil de um profissional dedicado e disposto a crescer está em alta, sendo uma excelente razão para incrementar seus estudos com empenho. Os resultados dessa iniciativa vêm rápido e podem impactar positivamente a sua imagem em diferentes lugares.

Gostou do artigo? Fique à vontade para comentar com dúvidas ou sugestões de tópicos.

COMPARTILHAR

Leia também...

Escolha abaixo a melhor opção

Olá! Sou seu assistente Virtual. Posso te ajudar?

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Saiba mais.

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas