Concentração nos estudos: 13 dicas para não perder o foco

Estudar não é uma tarefa fácil: exige determinação, repetição e muita concentração. Se você faz parte das gerações Y ou Z, o processo de aprendizado pode ser ainda mais complicado por causa da interação cada vez maior com a tecnologia e as redes sociais, o que gera dificuldade para manter a concentração nos estudos.

Se você acha que tem essas características e está em busca de um bom rendimento, confira nossas 13 dicas para se sair bem nos estudos.

1. Crie hábitos

Somos criaturas de hábitos. Então, procure criar um ritual para incluir leituras, resumos e outras atividades em sua rotina. Algumas práticas que podem ajudar:

  • tenha um horário fixo para começar e terminar;
  • faça um cronograma e programe o que será estudado diariamente;
  • mantenha o local de estudo arrumado e limpo;
  • desligue a televisão e desative os sons do celular;
  • se ouvir música, dê preferência às instrumentais, pois evitam distrações com a letra.

2. Separe o material

É mais fácil começar e prolongar uma tarefa quando temos todos os recursos necessários. Assim, o ideal é que você mantenha por perto apenas o que será usado no dia, separando os materiais com antecedência. Você vai criar uma espécie de filtro para manter a concentração nos estudos dos assuntos desejados, sem correr o risco de ficar conferindo outras coisas.

3. Fique offline

As redes sociais são divertidas e úteis em muitas atividades, mas, na hora de estudar, fique offline. Uma boa tática é desligar o Wi-Fi do celular para não cair na tentação de olhar as notificações a todo momento. Se possível, também desligue o computador e o tablet. Pegue um bom e velho livro, um papel, uma caneta, um marca-texto, alguns post-its e mãos à obra.

Leia também:  Engenharia Ambiental ou Biologia: qual graduação devo fazer?

4. Leia e copie

É isso aí! Para gravar um conteúdo, ajuda muito se você copiar à mão as partes importantes. Ler e escrever são processos diferentes para o cérebro e, por conta disso, geram estímulos distintos. Combinando as duas atividades, você terá um resultado melhor. Escrever de próprio punho, em vez de digitar, também é eficaz para fixar as informações.

5. Faça fichamentos

Fazer um fichamento é uma boa maneira de reforçar um conteúdo na sua memória. Comece estabelecendo os pontos centrais, listando-os em forma de tópicos. Depois, relacione esses pontos para desenvolver um texto que conecte os itens levantados. Pense nisso como um exercício constante para explicar determinado assunto com suas próprias palavras.

6. Crie recompensas

O processo de aprendizado também precisa ter alguns momentos prazerosos para que você sinta vontade de avançar cada vez mais em direção aos seus objetivos. Já pensou em criar um sistema de recompensas para ganhar uma dose extra de motivação a cada etapa concluída? Escolha benefícios simples, desde que façam sentido para você e gerem bem-estar.

Quem gosta muito de séries, por exemplo, pode se presentear com um novo capítulo após cada maratona de concentração nos estudos. Também vale tomar um café em um local agradável, visitar seu estabelecimento favorito, fazer um programa com os amigos ou, simplesmente, descansar em completo silêncio.

7. Invista em pausas

Por falar em descanso, não adianta querer estudar 8 horas seguidas se, depois de 2 horas, você mal consegue se lembrar do que leu na linha de cima. Respeite o fato de que precisamos de pausas para conseguir um bom rendimento. Esforce-se, mas, quando ficar difícil demais, levante, beba água, vá até a janela e olhe o movimento por alguns minutos. Isso vai ajudar o seu cérebro a relaxar para que você consiga continuar estudando com qualidade.

Leia também:  Conheça o mercado de trabalho da Engenharia Ambiental

8. Respeite seus horários

Cada um tem seu relógio biológico. Se você leva horas para começar a render bem pela manhã, mas consegue estudar até de madrugada sem problemas, considere acordar mais tarde e estudar no horário em que o seu corpo está com maior pico de energia. Essa adaptação faz bastante diferença nos resultados.

9. Recarregue as energias

Não estude quando estiver com muita fadiga ou com fome. É preciso recarregar as energias para ter um bom rendimento, portanto, faça um lanche e reserve alguns minutos para tirar aquela soneca revigorante. Manter a concentração nos estudos ficará ainda mais difícil se você estiver lidando com o estômago vazio ou com os efeitos de uma noite mal dormida.

10. Pratique exercícios físicos

Se a alimentação e o sono estão adequados, só falta dar atenção a outro pilar básico para uma vida equilibrada: a atividade física. Manter o corpo em movimento otimiza os resultados nos estudos por conta do fortalecimento da saúde de todo o organismo. Ao praticar um esporte ou investir em caminhadas, você terá o benefício das endorfinas, que promovem sensação de felicidade, aumentam a energia e melhoram o funcionamento do cérebro.

11. Faça revisões

Comece o seu dia de estudos revisando rapidamente o que você aprendeu no dia anterior. Pode ser por apenas 15 ou 30 minutos, mas é importante que exista a retomada dos principais tópicos. Essa é uma boa técnica para fixar o conteúdo estudado e, dependendo do caso, até fazer conexões valiosas entre diferentes assuntos.

Leia também:  [Medicina] selo Saeme de acreditação

12. Mude de tema

Se você está com o pensamento saturado de questões da geografia, por exemplo, mude para a área da matemática. Quando alternamos a matéria, muitas vezes, conseguimos melhorar o nosso rendimento e manter a concentração nos estudos por mais tempo. De quebra, essa troca ainda garante que nenhum conteúdo receba menos atenção do que outros dentro do cronograma.

13. Varie os métodos

Outro truque que envolve mudança de estímulos é apostar em diferentes métodos de estudo. A intenção é prevenir o tédio e a monotonia durante o aprendizado, inserindo novas ferramentas e materiais ao seu cotidiano. Veja exemplos de recursos que vão muito além das leituras e fichamentos:

  • podcasts com discussões sobre atualidades e temas de seu interesse;
  • documentários que explicam determinados conceitos, períodos históricos e relações;
  • esquemas visuais que ligam termos-chave, favorecendo a memorização de conteúdos;
  • debates com colegas que também estão em busca de ampliar seus conhecimentos.

Estratégias não faltam para colocar os assuntos em dia e arrasar em todo tipo de avaliação. Pode ter certeza de que, a partir de agora, você vai notar uma melhora considerável da concentração nos estudos. Só não se esqueça de comemorar as conquistas do jeito que preferir, na companhia de pessoas queridas ou dos seus programas favoritos.

O que acha de conferir mais dicas pelas nossas redes sociais? Aproveite e venha fazer uma visita nas páginas do Facebook, do Instagram e do Twitter!

COMPARTILHAR

Leia também...

Escolha abaixo a melhor opção

Olá! Sou seu assistente Virtual. Posso te ajudar?

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Saiba mais.

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas