UniFOA: projetos da Engenharia beneficiam moradores e comércio de Pinheiral 

projeto

Aprendizado e cuidado muitas vezes andam juntos. É o caso de dois eventos que foram realizados no último sábado, dia 25, quando 17 alunos do curso de Engenharia Civil do Centro Universitário de Volta Redonda (UniFOA), participaram de Projetos Integrados que visam à melhoria da qualidade de vida da população de Pinheiral e que tiveram o acompanhamento de equipes da Prefeitura. São os projetos Saúde Estrutural e Casa dos Sonhos.  

As duas visitas técnicas foram orientadas pelo professor Francisco Abreu, que é responsável pela coordenação dos Projetos Integrados e ainda teve a participação da engenheira e egressa do UniFOA, Fernanda Torres Gonçalves Cassavara, que auxiliou na detecção dos possíveis problemas estruturais em marquises vistoriadas. Os dois estudos têm a orientação final do professor José Marcos Rodrigues.  

O projeto Saúde Estrutural reuniu os alunos do 7º período, que vistoriaram as marquises da Avenida Nilton Pena Botelho, no Centro comercial do município, para identificar possíveis patologias estruturais, pois é sabido que a manutenção inadequada ou a falta dela podem atingir o sistema estrutural e chegar ao colapso. Foram feitas várias constatações, fotografadas e vistos os detalhes, com tudo anotado.  

“O próximo passo é fazer, junto com os alunos, um levantamento de quais as causas que podem ter levado àquele dano na construção e, a partir daí ver quais os ‘remédios’ para sanear as manifestações patológicas da marquise. Depois de encontrar a causa, vamos definir quais as soluções iremos recomendar às autoridades do município para recuperar ou, se for ao caso, demolir a peça. Mas não parece que tenha isso. São manifestações recuperáveis”, explicou José Marcos. 

Leia também:  Prevenção e Tratamento de Queimaduras: Workshop Amplia Conhecimentos de Estudantes

O projeto integrado neste caso, conta ainda com a parceria dos alunos do curso de Jornalismo, que vão produzir um texto sobre o assunto, para ser transformado em uma cartilha com o objetivo de orientar futuramente a população sobre como devem ser tratadas as marquises para evitar que entrem em colapso e possam causar problemas de segurança graves.   

‘Casa dos Sonhos’: projeto visa à qualidade de vida  

 O “Casa dos Sonhos” é outro Projeto Integrado, envolveu os alunos do 5º período e consistiu em identificar um terreno não construído na região do bairro Cruzeiro, também em Pinheiral, para criar um projeto de uma área de lazer, oferecendo à comunidade local um diferencial para as suas vidas. O projeto será desenvolvido ao longo dos próximos meses e tem prazo para ser apresentado à Prefeitura, no segundo semestre.  

“Neste projeto será feita uma qualificação das áreas identificadas, que em algum momento foram ocupadas aleatoriamente pelos moradores por uma necessidade de habitação, e que agora precisam de atrativos básicos. Serviços que ofereçam benefícios às famílias, crianças, idosos e jovens deixam as pessoas mais engajadas na preservação, manutenção e na defesa do seu bairro”, exemplificou José Marcos.   

Sempre há outro curso vinculado e, no caso do Casa dos Sonhos, a parceria é com o Direito, pois no segundo semestre os estudantes vão trabalhar na regularização fundiária do bairro Cruzeiro.  

Leia também:  UniFOA promove curso voltado aos gestores da Fast Broker

“A ideia é animar os moradores a, inclusive, arrumarem as suas casas e áreas do entorno, sabendo que no bairro existe um lugar de uso comum para trazer uma melhor qualidade de vida”, reforçou Francisco Abreu.  

 Projetos Integrados despertam interesses sociais  

De acordo com o professor Francisco Abreu, todos os cursos de graduação precisam desenvolver Projetos Integrados, que são voltados a interesses sociais da comunidade alvo e vinculando o aluno aos problemas cotidianos da população mais necessitada. Com isso, ele tem um ganho acadêmico e experiência em assuntos para desenvolver uma visão do que é um engenheiro civil e suas várias frentes de trabalho.  

A visita técnica feita às marquises do Centro teve a participação da engenheira e egressa do UniFOA, Fernanda Torres Gonçalves, que destacou:  

“Entender sobre patologias das construções é essencial para os alunos relacionarem as duas maiores áreas da engenharia: projetos e execução de obras. Lidar com identificação e tratamento de manifestações patológicas exige conhecimento dessas duas grandes áreas, além de um ótimo embasamento teórico. Logo, estimula os alunos a se envolverem com os conteúdos que eles não entendiam tanto, além de como e onde eles iriam utilizar”, afirmou Fernanda.   

Formada em 2023, a engenheira civil e egressa Fernanda Torres disse que “se sentiu honrada em ser convidada para mostrar aos alunos a identificação das patologias estruturais das marquises, podendo compartilhar o conhecimento e a experiência adquiridos”.   

Leia também:  Projeto Gente da FOA aborda experiência do cliente e construção de marca

COMPARTILHAR

Leia também...

Escolha abaixo a melhor opção

Olá! Sou seu assistente Virtual. Posso te ajudar?

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Saiba mais.

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas