Afinal, Biomedicina e Ciências Biológicas são a mesma coisa?

A profissão de Biomedicina vem ganhando cada vez mais espaço no Brasil, sendo uma carreira que está em alta no país atualmente. Ela se assemelha em alguns pontos à formação em Ciências Biológicas. Mas será que Biomedicina e Ciências Biológicas são a mesma coisa?

Neste artigo, vamos explicar tudo a respeito dessas duas profissões para que você possa entender as diferenças entre esses dois cursos e tomar a decisão mais acertada em relação à sua carreira. Vamos falar sobre o percurso dos cursos de graduação, o perfil de cada profissional e as possibilidades de atuação para cada um deles, além de explicar brevemente sobre como está o mercado de trabalho para cada uma dessas áreas.

Continue acompanhando a leitura!

Como é a carreira?

O profissional de Biomedicina está capacitado para trabalhar com tudo o que diz respeito à saúde do ser humano, tendo como foco o tratamento e a prevenção de doenças. Sendo uma área de conhecimento relativamente recente entre as Ciências Biológicas, a Biomedicina une conhecimentos da Biologia, da Medicina e da Química, com o objetivo de realizar pesquisas sobre microrganismos causadores de doenças nos seres humanos, identificando as causas e elaborando diagnósticos, além de aprimorar o desenvolvimento de medicamentos para tratar e prevenir as enfermidades.

Por outro lado, o profissional formado em Ciências Biológicas tem um campo mais amplo de atuação, sendo responsável pelo estudo da vida em geral. Tendo como preocupações a sustentabilidade e a preservação da natureza, o biólogo tem como escopo de atuação a investigação da origem e da evolução das espécies de microrganismos, animais, plantas e seres humanos, analisando também o relacionamento desses seres com a natureza e o meio ambiente.

Leia também:  Entenda para que servem os testes vocacionais online

Como é a graduação?

O estudante que deseja se formar em Ciências Biológicas pode optar tanto pela modalidade de bacharelado como de licenciatura, que o permite tornar-se um professor da área. O curso, que tem duração de oito períodos ou quatro anos de duração, passa por diversas disciplinas, sendo algumas delas:

  • Anatomia e Histologia Vegetal;
  • Biologia Celular;
  • Biologia e Fisiologia Vegetal;
  • Ecologia e Educação Ambiental;
  • Química Geral e Orgânica;
  • Zoologia dos Invertebrados;
  • Anatomia Humana;
  • Biofísica;
  • Bioquímica;
  • Zoologia dos Cordados;
  • Genética;
  • Microbiologia;
  • Biologia Molecular;
  • Parasitologia;
  • Bioética e Legislação do Biólogo, entre outras.

Já na grade curricular do curso de Biomedicina, que existe somente na modalidade de bacharelado, com duração de quatro anos ou oito períodos, o aluno estuda disciplinas relacionadas a:

  • Anatomia Humana Básica;
  • Citologia e Histologia;
  • Química Geral;
  • Genética;
  • Bioquímica Celular;
  • Imunologia Básica;
  • Fisiologia;
  • Biologia Molecular;
  • Farmacologia Básica;
  • Microbiologia Básica;
  • Patologia Geral;
  • Parasitologia Humana;
  • Biologia Molecular Aplicada;
  • Bacteriologia Clínica;
  • Gestão da Qualidade no Laboratório Clínico, entre outras.

Embora as duas graduações tenham algumas disciplinas em comum, cada uma segue um foco diferenciado, sendo que as Ciências Biológicas têm como campo de estudo a anatomia animal, vegetal e humana, a zoologia e a ecologia, entre outros temas mais abrangentes. Já os estudos do curso de Biomedicina são mais direcionados para o corpo humano, a imunologia, a bacteriologia e a farmacologia, prezando a identificação das causas de moléstias e o desenvolvimento dos respectivos diagnósticos e tratamentos.

Assim, os estudantes de Biomedicina passam a maior parte de seu percurso acadêmico dedicados a atividades de análises laboratoriais e outras atividades práticas, observando microrganismos. Já os alunos de Ciências Biológicas, além de terem sua parcela de atividades práticas de observação em campo e análises em laboratório, também dedicam-se às disciplinas requeridas na modalidade de licenciatura, como a Didática, que tem como objetivo preparar o profissional para lecionar.

Leia também:  Conheça agora o mercado de trabalho de Sistemas de Informação

Qual é o perfil do estudante desses cursos?

A área científica, como é o caso das Ciências Biológicas e da Biomedicina, requer um perfil de estudante e profissional bem específico. É necessário que esses alunos sejam extremamente dedicados aos estudos e às leituras, que sejam curiosos e que gostem de explorar novos conhecimentos, uma vez que esses campos têm tudo a ver com tecnologias e inovação.

Além disso, é preciso que esses estudantes tenham paixão pela área da ciência, sem ter resistências ao contato mais próximo com patologias, com animais e outros materiais que podem ser considerados repulsivos. Em outras palavras, é preciso ter um “estômago forte”. Familiaridade com a tecnologia também é uma característica desejável, já que há constantemente a utilização de ferramentas tecnológicas para colaborar com o estudo aprofundado da biologia.

Como é o mercado de trabalho para essas áreas?

O campo de atuação para esses profissionais é vasto, com diversas oportunidades no mercado de trabalho e com boas remunerações. O profissional formado em Ciências Biológicas, por exemplo, tem uma ampla gama de opções, a depender de sua escolha pela modalidade de bacharelado ou de licenciatura, que o permite atuar como professor de Biologia para alunos do ensino fundamental e médio, onde, aliás, há uma grande demanda.

O bacharel em Ciências Biológicas pode atuar:

  • elaborando e executando estudos e pesquisas científicas;
  • realizando análises de DNA;
  • elaborando relatórios de impacto ambiental;
  • auxiliando na preservação da fauna e flora de parques, reservas florestais e institutos biológicos;
  • prestando assessorias ou consultorias para empresas.
Leia também:  Conheça as 10 profissões promissoras para os próximos anos

Já o profissional formado em Biomedicina pode encontrar muitas oportunidades de trabalho em laboratórios de análises clínicas, institutos de pesquisa, bancos de sangue, hospitais e indústrias de medicamentos, desempenhando atividades como:

  • realização de exames que permitam o diagnóstico por imagem;
  • pesquisa e desenvolvimento de produtos obtidos por meio da biotecnologia;
  • execução de exames clínicos em laboratórios para investigar a origem de doenças;
  • manipulação de microrganismos para produzir medicamentos;
  • auxílio em investigações criminais por meio das análises clínicas.

Então, entendeu se Biomedicina e Ciências Biológicas são a mesma coisa? Embora ambos os cursos compartilhem algumas disciplinas em comum e tenham similaridades, esses são campos de estudo com focos diferentes. A Biologia trata da vida no geral, abrangendo também o meio ambiente, enquanto a Biomedicina foca na saúde humana e na prevenção de doenças.

Seja qual for o curso de sua preferência, é de suma importância escolher uma instituição de ensino superior de qualidade, com uma graduação reconhecida pelo MEC, a fim de obter a melhor capacitação profissional para a construção de uma carreira de sucesso. Nesse sentido, a UniFOA é a melhor opção para você!

Gostou de aprender sobre a diferença entre o curso de Biomedicina e Ciências Biológicas? Deseja conhecer mais sobre nossos cursos? Entre em contato conosco!

biomedicina e ciencias biologicas

COMPARTILHAR

Leia também...

Escolha abaixo a melhor opção

Olá! Sou seu assistente Virtual. Posso te ajudar?

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Saiba mais.

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas