Curso de Ciências Contábeis: tudo o que você precisa saber

A hora de escolher o curso superior é extremamente importante na vida de todo estudante. Afinal, os próximos anos serão dedicados a construir uma carreira sólida e bem-sucedida. Sendo assim, é fundamental pesquisar bastante sobre a profissão considerada.

Se está pensando em fazer o curso de Ciências Contábeis, este post é para você! A seguir, apresentaremos essa graduação, a profissão e o mercado de trabalho. Continue a leitura e saiba o que esperar ao escolher essa trajetória profissional!

O que faz um contador?

Quando a gente pensa no contador, logo lembra daquele profissional que faz a declaração do Imposto de Renda para outras pessoas, não é? Essa é uma de suas atribuições, porém, é preciso entender que a sua atuação é bem mais ampla, visto que ele é responsável pela organização de todas as finanças de uma empresa.

Dessa maneira, ele lida com o registro, o controle e a análise de todas as informações financeiras, fiscais e patrimoniais de uma companhia. Então, é de sua responsabilidade controlar as receitas, custos e lucros de uma empresa, além de escrever relatórios e cuidar da transmissão de informações para órgãos de fiscalização.

Qual é a diferença entre Ciências Contábeis e Economia?

A Economia é o campo que analisa os bens da sociedade, tanto a sua produção como a distribuição. Para isso, ela leva em conta fatores como a alta dos juros, as mudanças nos câmbios e os novos mercados, além do comportamento dos consumidores. Assim, cria estratégias para melhorar o posicionamento de uma empresa no mercado local e global.

Já as Ciências Contábeis, por sua vez, mantém o seu foco nas finanças de um negócio, identificando os seus pontos mais frágeis e definindo os investimentos que podem ser feitos, buscando sempre reduzir os custos e respeitar as leis vigentes. O trabalho desse profissional, portanto, é de grande ajuda para que o gestor possa tomar as melhores decisões para a organização.

Como é o curso de Ciências Contábeis?

O curso de Ciências Contábeis dura 4 anos e tem como objetivo preparar o aluno para que ele seja responsável pelas contas de uma organização, ou seja, pelo registro e controle de receitas, despesas, lucros, compras, vendas, investimentos e aplicações.

A grade curricular

Nos primeiros períodos da faculdade de Ciências Contábeis, o aluno vai estudar matérias mais abrangentes e fundamentais para o profissional dessa área, como:

  • Comportamento Organizacional;
  • Contabilidade Introdutória;
  • Estatística Aplicada;
  • Fundamentos da Administração;
  • Instituições de Direito Público e Privado;
  • Macroeconomia e Microeconomia;
  • Matemática Aplicada;
  • Matemática Financeira Aplicada; 
  • Princípios Éticos e Jurídicos; e
  • Teoria da Contabilidade.

Porém, ao longo do curso, ele encontrará matérias mais específicas. Veja:

  • Análise de Demonstrações Contábeis;
  • Arbitragens e Controladoria;
  • Auditoria;
  • Contabilidade Aplicada ao Setor Público;
  • Contabilidade de Custos;
  • Contabilidade do Terceiro Setor;
  • Contabilidade e Aspectos Societários;
  • Contabilidade Fiscal;
  • Contabilidade Gerencial;
  • Contabilidade Governamental;
  • Contabilidade Internacional;
  • Contabilidade Trabalhista;
  • Contabilidade Tributária;
  • Direito do Trabalho;
  • Direito Empresarial;
  • Direito Tributário;
  • Gestão de Patrimônio;
  • Gestão Financeira e Controladoria;
  • Mercados Financeiros, Monetários e de Capitais;
  • Perícia Contábil, Arbitragem e Atuária;
  • Planejamento e Contabilidade Tributária; e
  • Tópicos Contemporâneos de Contabilidade.

Há ainda disciplinas voltadas para o desenvolvimento de uma visão mais sistêmica sobre o mundo dos negócios e às rotinas empresariais, como:

  • Design Thinking;
  • Inovação e Empreendedorismo Social; e
  • Marketing Estratégico e Inteligência Competitiva.

Além dessas, é possível escolher algumas disciplinas optativas, conforme seus maiores interesses na formação. Alguns exemplos são Governança Corporativa e Desenvolvimento Local e Regional.

O estudante terá, ainda, aulas em laboratório para aprender a trabalhar com os principais softwares da Contabilidade.

Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) e Estágio

Para receber o diploma de bacharel em Ciências Contábeis, além de cursar as disciplinas previstas no currículo, é preciso realizar o estágio supervisionado de 120 horas e também apresentar o trabalho de conclusão de curso (TCC).

O TCC é um projeto em que o aluno mobiliza os conhecimentos adquiridos ao longo da graduação e se aprofunda em um tema de seu interesse, dentro das áreas estudadas. Além de contribuir com a consolidação dos aprendizados, esse trabalho familiariza o estudante com as normas técnicas e os procedimentos de pesquisa e escrita acadêmica.

Já o estágio curricular é uma experiência com a prática da profissão, com o acompanhamento de docentes orientadores. Ao término dessa vivência, o aluno deve apresentar um relatório com as atividades realizadas e os conhecimentos adquiridos.

Como ter uma boa formação na área de Ciências Contábeis?

Veja agora algumas das principais dicas que podem ajudar a quem tem a pretensão de começar o curso de Ciências Contábeis.

Escolha uma boa instituição

Escolher uma boa instituição de ensino superior é tão importante quanto o curso, afinal, é preciso que ela invista na infraestrutura e na capacitação dos profissionais para que você obtenha bons resultados durante a sua graduação.

Assim, é fundamental verificar se o MEC reconhece a faculdade e o curso escolhido. Para tanto, você pode utilizar a aba de “Consulta Avançada” do portal e-MEC. Basta preencher o nome ou a sigla da instituição de ensino, preencher o código de verificação e clicar em “Pesquisar”.

Por ali, você também verá as notas da universidade nos indicadores de qualidade do MEC. Elas vão de 1 a 5, sendo que resultados a partir de 3 indicam que a instituição atende aos pré-requisitos para oferecer uma boa formação.

Além disso, procure saber sobre a qualificação dos professores, a infraestrutura oferecida aos alunos e o conteúdo programático. Também vale a pena conferir os serviços oferecidos ao aluno para além da sala de aula, por exemplo, programas de iniciação científica, oportunidades de intercâmbio acadêmico etc.

Tenha bons hábitos de estudo

Para ter um bom rendimento na sua formação, não se limite a alcançar as notas suficientes para aprovação. Lembre-se de que esse é um momento muito rico de aprendizados e que a bagagem adquirida na graduação fará toda a diferença na sua futura atuação profissional.

Leia também:  Como se comportar na entrevista de estágio? Confira 8 dicas de ouro

Por isso, é importante ter bons hábitos de estudo para aproveitar ao máximo a graduação. Algumas dicas são:

  • ter uma rotina de estudos autônoma, isto é, para além da sala de aula;
  • montar um bom espaço de estudos, em que você fique o mais distante possível de distrações;
  • descobrir quais são as técnicas de memorização, fixação e revisão de conteúdos que dão certo para você;
  • tirar todas as dúvidas que surgirem com os docentes, colegas e em mentorias;
  • cuidar da sua saúde, mantendo bons hábitos alimentares e a qualidade de sono, fundamental para disposição na rotina universitária.

Participe de atividades extracurriculares

As atividades extracurriculares são ótimas alternativas para aumentar o conhecimento prático do estudante, oferecendo a ele novas experiências e a oportunidade de descobrir outras áreas relacionadas à carreira escolhida. Além disso, também são importantes para melhorar o currículo do profissional.

Sem contar que elas favorecem o seu desenvolvimento pessoal. Então, contribuem com habilidades e competências que farão diferença não apenas na futura carreira, como em outros aspectos da sua vida. 

Vale muito a pena incluir no seu planejamento acadêmico atividades como:

  • voluntariado;
  • práticas esportivas;
  • iniciação científica;
  • mentorias;
  • participação em empresa júnior;
  • intercâmbio acadêmico;
  • cursos de extensão universitária;
  • colaboração em grêmio estudantil;
  • aprendizado de idiomas etc.

Aproveite as oportunidades oferecidas pelo estágio

Como dito, o estágio supervisionado é outra forma de ampliar os conhecimentos e a experiência profissional do estudante, permitindo a ele conhecer a sua área de atuação e aplicar os conceitos teóricos aprendidos em sala de aula. Esse é um momento valioso da sua formação, e traz vantagens como:

  • conhecer o mercado — você terá experiência com o dia a dia de trabalho, incluindo o compromisso com horários, pressões próprias da rotina empresarial, contato com colegas de outras áreas etc.;
  • enriquecer o curŕiculo — especialmente para quem não tem experiências profissionais para colocar no currículo, a realização do estágio contribui com a apresentação de diferenciais em processos seletivos;
  • conferir suas possibilidades de atuação — muitas vezes, é no estágio que o futuro profissional tem contato prático com as diferentes áreas das Ciências Contábeis e reflete sobre para qual delas quer direcionar a sua carreira;
  • criar uma rede de contatos — o estágio é uma grande oportunidade de começar a fazer networking no seu meio de atuação. Esses relacionamentos podem ser muito produtivos para a construção da sua carreira mais tarde.

Quais são as características ideais para esse profissional?

Quer conhecer o perfil de quem resolve fazer carreira nessa área? Confira, a seguir, as características necessárias para o profissional de Ciências Contábeis ter sucesso na carreira?

Conhecimento aprofundado da área

Em primeiro lugar, o perfil ideal de um profissional da contabilidade inclui um conhecimento aprofundado da área. Afinal, trata-se de um dos setores de maior responsabilidade dentro de uma empresa. Por isso, é recomendado escolher um curso superior de qualidade e aproveitar muito bem a sua formação.

Entendimento sistêmico do negócio

Bons contadores entendem o negócio em que atuam de forma sistêmica. Isso significa que têm a capacidade de enxergar a empresa como um todo e em sua relação com mercado, além de entender como aquela etapa da contabilidade é afetada e afeta reciprocamente outros processos internos.

Capacidade de planejamento e organização

Por ser uma área em que cada detalhe pode ser decisivo, um profissional da contabilidade precisa ter boa capacidade de organização. Além disso, para manter as rotinas do setor em ordem, é importante ter um bom planejamento para gerenciar e cumprir prazos e responsabilidades.

Inteligência emocional

Também é essencial trabalhar com inteligência emocional para ter um bom relacionamento com colegas e gestores. Trata-se da capacidade de identificar, compreender e gerir bem as suas próprias emoções. 

Como as atribuições de um contador muitas vezes se relacionam a grandes responsabilidades, trabalho sob pressão e contato com processos burocráticos, é importante ter a habilidade de pensar de forma objetiva e lidar com o trabalho sem que o estresse atrapalhe suas funções e até mesmo seu bem-estar pessoal.

Pensamento analítico e afinidade com números

Cada vez mais, a contabilidade é vista como uma área que requer estratégia. Então, o raciocínio rápido e o pensamento analítico estão entre as habilidades profissionais mais importantes dessa área. Com elas, o contador poderá contribuir com as tomadas de decisão da empresa. Isto é, transformar números em informações valiosas para a competitividade do negócio.

Atualização constante sobre a legislação contábil

É fundamental estar sempre de olho quanto às atualizações em leis contábeis e empresariais vigentes no país, acompanhando as mudanças no que diz respeito ao recolhimento de impostos, à emissão de notas fiscais etc. Afinal, se uma regra é alterada, muitos processos precisam ser revistos antes que ocorram erros com impactos negativos para a empresa.

Afinidade com a digitalização da área contábil

Outra característica ideal para profissionais das Ciências Contábeis é a afinidade com inovações tecnológicas. Isso porque a área contábil está passando por um processo acelerado de digitalização no país. Softwares integrados em nuvem e sistemas online de comunicação com o Governo fazem parte disso.

Por exemplo, o Sistema Público de Escrituração Digital (SPED) e o e-Social são projetos que já funcionam no país. A tendência é que cada vez mais as soluções digitais façam parte das rotinas da contabilidade e, por isso, os profissionais que não se atualizam em relação às tendências podem se tornar obsoletos.

Interesse sobre o mercado financeiro

A contabilidade é um setor-chave para as tomadas de decisão de um negócio. Afinal, os dados contábeis revelam a realidade financeira da empresa e trazem informações valiosas para gestores. Assim, demonstrar interesse sobre o mercado financeiro nacional e internacional contribui para que o profissional consiga apoiar o pensamento estratégico da corporação. 

Leia também:  Ainda inseguro sobre fazer um teste vocacional? Vamos conversar!

Como é o mercado de trabalho?

Para começar a exercer a profissão, o profissional deve prestar o Exame de Suficiência do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), a fim de obter o registro profissional. Depois de registrado, ele encontra um mercado bem amplo, já que pode atuar em:

  • organizações públicas (a nível municipal, estadual ou federal);
  • empresas privadas (de diferentes portes e setores);
  • escritórios de Contabilidade;
  • escritórios de consultoria e auditoria.

Vale ressaltar que você pode empreender e ter seu próprio escritório. Assim, gerenciará uma equipe que prestará serviços contábeis para outras empresas ou consultorias na área.

O que é importante destacar é que todas as empresas precisam de um especialista em Ciências Contábeis (seja como funcionário, seja por meio de um escritório contratado) para organizar e analisar as suas contas, a fim de trabalhar dentro da lei — principalmente em relação às questões tributárias.

O Exame de Suficiência

Assim como ocorre em outras profissões, as Ciências Contábeis têm uma prova para medir a capacitação do recém-formado para o exercício da profissão. O Exame de Suficiência contém 50 questões de múltipla-escolha e é preciso ter um percentual de acertos de 50% (25 questões) para a aprovação. 

O Exame ocorre duas vezes por ano, em geral, nos meses de março ou abril para o primeiro semestre e, para o segundo, em setembro ou outubro. Os temas abordados passam por todas as principais áreas de formação dos contadores. De acordo com os editais oficiais, são 13 disciplinas:

  • Contabilidade Geral;
  • Contabilidade de Custos;
  • Contabilidade Aplicada ao Setor Público;
  • Contabilidade Gerencial;
  • Controladoria;
  • Noções de Direito e Legislação Aplicada;
  • Matemática Financeira e Estatística;
  • Teoria da Contabilidade;
  • Legislação e Ética Profissional;
  • Princípios de Contabilidade e Normas Brasileiras de Contabilidade;
  • Auditoria Contábil;
  • Perícia Contábil;
  • Língua Portuguesa Aplicada.

Depois da aprovação, há o prazo de dois anos para que o profissional faça sua inscrição no CRC e, assim, possa atuar na área.

As principais atribuições de um contador

O dia a dia de um contador pode variar conforme seu cargo e área de especialização. Porém, são atribuições comuns da profissão:

  • legalização e fechamento de empresas;
  • elaboração de contratos sociais e estatutos;
  • administração das movimentações tributárias da empresa;
  • eegistro de fatos contábeis;
  • controle de ativos e gestão de custos;
  • envio de declarações aos órgãos competentes;
  • elaboração de demonstrações contábeis;
  • apresentação de balanços mensais e anuais;
  • realização de auditorias internas e externas e de perícias fiscais.

A média salarial

Segundo o levantamento do portal Salário, feito com base em dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) e do e-Social, os rendimentos médios de um contador são de R$ 4,3 mil. O piso da profissão é de cerca de R$ 3,9 mil, enquanto o teto salarial gira em torno de R$ 9,8 mil.

O portal também indica que a carreira pública na área de contabilidade proporciona rendimentos cerca de 11% maiores do que na esfera privada, com média salarial de R$ 4,8 mil. Então, é uma boa pedida prestar concursos públicos.

Quais são as possíveis áreas de atuação?

O interessante na profissão de contador é que existem diversas possibilidades de atuação. Confira, a seguir, algumas delas!

Contabilidade geral

É o campo mais tradicional de atuação, em que o contador lida com a gestão financeira das empresas — realizando um controle sobre receitas, despesas e patrimônio — e com a gestão fiscal, ou seja, com as questões relacionadas aos tributos.

Além disso, a contabilidade geral engloba a análise da evolução contábil, quando verifica-se o lucro e o valor de patrimônio líquido em um mesmo período anualmente. 

Auditoria

Nesse segmento, o contador faz uma análise externa a respeito de toda a condição contábil de uma empresa, apontando falhas e pontos que estão em desacordo com o que exige a legislação. O profissional pode efetuar três tipos de auditoria:

  • interna — quando há vínculo empregatício com a organização;
  • externa — quando o contador é contratado para prestar serviços em companhias com as quais não têm vínculo;
  • fiscal — quando o profissional está a cargo de órgãos competentes da União, dos estados ou dos municípios e verifica sobretudo se a arrecadação de tributos está sendo recolhida conforme as leis.

Perícia contábil

Uma possibilidade de atuação para o profissional é na perícia contábil. Nessa área, ele auxilia o poder judiciário realizando uma análise e fornecendo um laudo a respeito de informações contábeis de pessoas ou empresas envolvidas em processos judiciais — como divisão de bens e indenizações trabalhistas, entre outros. Ele pode trabalhar subsidiando o juiz ou como perito de uma das partes.

Controladoria

É a área que se volta para o planejamento estratégico de uma companhia. Assim, o profissional — chamado de controller — precisa ter bastante conhecimento sobre o mercado financeiro para projetar resultados e antever as oportunidades para o negócio. Com isso, ele tem um papel de destaque, pois atua ao lado dos gestores ao subsidiar decisões.

Escrituração

Trata-se da área de atuação que tem por objetivo o registro de acontecimentos que impactam o patrimônio da companhia. Entram aqui a composição de bens, a compra de mercadorias, a aquisição de terrenos, os recebimentos de clientes etc. Assim como a controladoria, essa função pode ser mais estratégica dentro de uma empresa.

Assessoria em Compliance

Compliance é uma área relativamente nova e cada vez mais necessária no mundo empresarial. O termo vem do inglês “to comply” que significa literalmente “cumprir”. Nessa área, o objetivo é zelar pelo cumprimento de controles internos, normas de conduta e outros códigos que têm a ver com a ordem da empresa e até mesmo com sua imagem institucional.

Leia também:  Aprenda como fazer uma revisão para o Enem

A contabilidade é muito relevante dentro do compliance, já que muitos problemas enfrentados por empresas têm a ver com a falta de conformidade nas rotinas contábeis e fiscais. É aí que entra o assessor com formação em Ciências Contábeis.

Ensino e carreira acadêmica

Por fim, assim como em qualquer outra área de conhecimento, você pode optar por seguir a carreira acadêmica. As principais funções são a docência no ensino superior e a pesquisa científica, visando a produção de saberes dentro das Ciências Contábeis.

Para seguir por esse caminho, é necessário continuar com os estudos e fazer uma pós-graduação do tipo stricto sensu (mestrado e doutorado), já que as instituições de ensino superior costumam exigir no mínimo o título de mestre. 

Nesse tipo de formação, o foco é o desenvolvimento de pesquisas acadêmicas, então, é uma área para quem se interessa pela base teórica das Ciências Contábeis, mas não se encaixa tanto no mercado empresarial.

Como se destacar no mercado de trabalho?

Com o nível dos profissionais aumentando cada vez mais, o mercado de trabalho se torna mais competitivo. Por isso, para se destacar perante a concorrência, é preciso apresentar os seus diferenciais ao recrutador, de forma que ele veja em você uma vantagem estratégica para a empresa.

A seguir, veja algumas dicas que podem levá-lo ao sucesso profissional!

Acompanhe as novidades do setor

Toda carreira é dinâmica. Por isso, é preciso se manter sempre por dentro das novidades do setor — principalmente em relação às novas tecnologias e pesquisas. Assim, procure participar de eventos voltados para a sua área — como palestras e workshops —, e acompanhe publicações e blogs especializados. 

Participe de cursos de atualização

Talvez a forma mais conhecida de se destacar no mercado de trabalho é valorizando o seu currículo. Uma forma de conseguir isso é por meio de cursos relacionados com a sua área de atuação. Ao se manter atualizado, você mostrará ao recrutador que tem interesse em se manter qualificado. 

Por isso, busque sempre melhorar a sua formação profissional! Os cursos livres ou de extensão universitária são ótimas pedidas para aperfeiçoar seus conhecimentos.

Aprenda outro idioma

Não é segredo para ninguém que o mundo está cada vez mais globalizado. Por conta disso, muitas empresas têm negócios no exterior, fazendo com que o domínio de outro idioma seja fundamental no momento de procurar por novos funcionários para o seu quadro.

Com isso em mente, coloque essa meta na sua lista de prioridades. Assim, você poderá, até mesmo, conseguir melhores remunerações. O inglês é certamente o idioma mais requisitado no mercado de trabalho, por isso, vale muito a pena investir nele. Porém, outras línguas também são muito bem-vindas e podem diferenciar ainda mais o seu perfil.

Faça networking

O famoso networking é fundamental para expandir as possibilidades de carreira. Seja no meio digital — com o uso do LinkedIn, principalmente —, seja no contato presencial com colegas, o estabelecimento de relações profissionais gera vantagens como a troca de experiências, a prospecção de potenciais clientes e o ganho de novos conhecimentos.

Para profissionais das Ciências Contábeis, o networking pode ser feito tanto dentro do meio de atuação, como com empresas e pessoas de outras áreas. Afinal, como já dissemos, todos os setores e segmentos precisam de especialistas em contabilidade.

Invista em uma pós-graduação

Já falamos sobre a importância do aprendizado constante, certo? Pois saiba que uma maneira de conseguir isso é por meio de uma pós-graduação. Essa é uma ótima forma de se aperfeiçoar em uma determinada área e conseguir estabelecer contato com outros profissionais do ramo.

Você se lembra da necessidade de uma pós stricto sensu para a carreira acadêmica, certo? Agora, para atuar no mercado de trabalho, a pós-graduação lato sensu pode ser a melhor pedida. Ela engloba dois tipos de cursos:

  • especialização — que visa o aprofundamento da carreira em alguma área mais específica de atuação;
  • MBA — sigla em inglês para “Master in Business Administration”, refere-se aos cursos para a formação de gestores, isto é, profissionais com habilidade para gerenciar setores ou empresas de contabilidade.

Quais são os principais cursos de pós-graduação?

Como vimos, fazer a faculdade de Ciências Contábeis é o primeiro passo para trilhar uma trajetória de sucesso. Para valorizar ainda mais o currículo, o profissional não pode parar de estudar e precisa buscar uma pós-graduação.

Veja a seguir boas opções de cursos para o contador se destacar ainda mais no mercado de trabalho:

Enfim, se você tem afinidade com números e vontade de trabalhar com finanças, pode apostar sem medo no curso de Ciências Contábeis. É uma formação promissora e que permite diferentes possibilidades de atuação, tanto no setor público como no privado.

Gostou do conteúdo? Então, assine a nossa newsletter! Assim, poderemos avisar sobre novos conteúdos do blog diretamente no seu e-mail!

COMPARTILHAR

Leia também...

Escolha abaixo a melhor opção

Olá! Sou seu assistente Virtual. Posso te ajudar?

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Saiba mais.

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas