Primeiro plantão médico: 6 dicas para se dar bem

Depois de tantos anos de preparação, é hora de encarar o primeiro plantão médico. Esse é um momento muito importante e marca o início da vida profissional em Medicina. Porém, apesar de tantas experiências práticas durante a formação, é normal sentir ansiedade frente a esse grande passo.

Afinal, durante os anos de internato médico, você sempre teve o acompanhamento de professores. Agora, terá a responsabilidade de encarar a rotina de um plantão sem um orientador ao lado. Mas não se preocupe: você certamente passará bem por essa experiência e sentirá cada vez mais confiança na sua carreira.

Para ajudar, preparamos este texto. Continue a leitura e confira 6 dicas para tirar o primeiro plantão de letra!

1. Saiba lidar com o nervosismo

A primeira coisa a saber é que a transição do internato para o primeiro plantão médico pode, sim, gerar nervosismo. E isso é normal! Então, é importante aceitar esse sentimento e lidar com ele. Lembre-se de que você teve a preparação necessária ao longo da faculdade de Medicina. Agora, é a hora de colocar isso em prática.

Tenha em mente também que, assim como qualquer primeira experiência que temos ao longo da vida, o frio na barriga logo dá lugar a uma confiança maior. Em breve, você se sentirá mais confortável e terá segurança para encarar cada vez mais responsabilidades.

Então, respire fundo, tenha uma boa noite de sono na véspera do plantão, tome algum chá para estresse e encare esse desafio.

2. Conheça o local antes do plantão

Algo que certamente ajudará a diminuir a ansiedade frente ao seu primeiro plantão médico é se familiarizar com o local em que você trabalhará. Então, programe-se para visitar o hospital alguns dias antes, conhecer as instalações e conversar com seus colegas sobre o funcionamento das rotinas de plantão.

Leia também:  Posso fazer o Enem até quantas vezes?

Se ainda está na faculdade, procure fazer um estágio por lá antes de se formar ou tente se aproximar de alguém que já tenha trabalhado nesse local. Pergunte como são os fluxos de trabalho, os horários de maior movimento, o perfil dos pacientes, os casos de prevalência etc. Enfim, quanto mais informações você tiver, mais se sentirá confortável no dia do plantão.

Além disso, converse com as equipes para saber se o hospital tem condutas específicas em alguns casos. Assim, você poderá se preparar para ter uma experiência sem grandes surpresas.

3. Peça ajuda, se necessário

Se você será responsável pelo plantão, pode ser que os outros profissionais esperem suas decisões em alguns fluxos de serviço. Porém, ainda assim, não tenha vergonha de pedir ajuda se for necessário. Todos entenderão que você ainda não tem tanta familiaridade com o hospital e as rotinas dali.

Quem está lá há mais tempo, naturalmente saberá mais do que você. Então, não pense que, por ser o responsável, você deve ter todas as respostas. Lembre-se de que o mais importante é o bom atendimento ao paciente, e isso depende das condutas corretas.

Assim, conte com a experiência da equipe de enfermeiros, técnicos, fisioterapeutas e demais colegas. Solicitar ajuda com educação e humildade demonstra que você tem interesse em realizar o seu trabalho da melhor forma.

Leia também:  7 fatos que você precisa conhecer sobre o mercado de publicidade

4. Revise temas importantes

Você provavelmente saberá com antecedência em qual plantão ficará, por exemplo, se é um hospital especializado em determinado tipo de patologia ou perfil de paciente. Então, é muito bem-vinda uma revisão de temas e protocolos importantes no seu caso, de modo a se preparar para as principais situações com as quais você pode se deparar.

Também vale a pena fazer um grupo com seus colegas de turma para tirar eventuais dúvidas e pedir conselhos, caso precise. Em geral, porém, é importante ter bem frescos na cabeça os principais procedimentos de emergência. Afinal, nas situações que exigem atenção imediata, não é possível fazer qualquer consulta antes do procedimento.

5. Tenha anotações por perto

Além de revisar as principais matérias de Medicina para o plantão e ter um grupo de colegas de fácil acesso, prepare algumas anotações estratégicas sobre os principais procedimentos e condutas que podem ser necessários. Não tenha vergonha de consultá-las durante um atendimento se for preciso.

Pense bem: o paciente certamente prefere que você faça consultas em um bulário para ter certeza sobre a melhor prescrição do que voltar para casa com orientações incorretas. Porém, não vá levar todos os seus livros para o plantão, tudo bem? Isso não seria nada prático.

O melhor é preparar umas poucas anotações simples e diretas, apenas para bater o olho e ter certeza de que está fazendo a coisa certa. Você pode usar pequenas fichas ou usar aplicativos de Medicina, como o Yellowbook, organizando as informações de forma que seja fácil encontrar o que precisa.

Leia também:  [INFOGRÁFICO] 5 dicas rápidas para quem quer cursar Publicidade e Propaganda

6. Ofereça um atendimento humanizado

A última dica é oferecer um atendimento humanizado desde o primeiro plantão. Agora, você não é mais um estudante, mas, sim, um médico totalmente responsável pelo bem-estar de seus pacientes. Então, tente deixar seu nervosismo em segundo plano. A prioridade é atender as pessoas que chegam no plantão com rapidez, atenção e precisão.

Tenha em mente também que, em uma emergência médica, muitas vezes os pacientes estão aflitos, com dores ou outros desconfortos graves. Por isso, tente transparecer confiança e simpatia, além de lidar com todos de forma cortês. Tenha empatia para compreender o problema do paciente e use o seu conhecimento para ajudá-lo a sair daquela situação o mais rápido possível.

Além disso, procure controlar a ansiedade para focar 100% no que está fazendo. Quando estamos muito nervosos, é normal errar em detalhes. Porém, quando se trata da saúde das pessoas, isso não pode ocorrer. Certifique-se de que seu paciente entendeu as prescrições e as orientações para o tratamento.

Com essas dicas, você tem tudo o que precisa para passar pelo primeiro plantão médico com mais tranquilidade. Apenas para reforçar, confie na sua formação e lembre-se de que esse frio na barriga é normal, mas passa logo. Após essa primeira experiência, tudo ficará mais fácil.

O conteúdo foi útil? Então, compartilhe nas suas redes sociais para que seus colegas da Medicina também vejam essas dicas!

COMPARTILHAR

Leia também...

Escolha abaixo a melhor opção

Olá! Sou seu assistente Virtual. Posso te ajudar?

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Saiba mais.

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas