Professores do UniFOA participam de evento sobre saúde mental  

evento

A Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres e Direitos Humanos (SMDH) de Volta Redonda promoveu, no último dia 14, o primeiro fórum de debate do ano com o tema “Saúde Mental e Produtividade”. O evento, aberto às servidoras e ao público em geral, ocorreu na Biblioteca Municipal Raul de Leoni. 

O fórum abordou uma variedade de temas cruciais, incluindo a definição de saúde mental no trabalho, como a saúde mental influencia a produtividade, conflitos no ambiente de trabalho, isolamento social no trabalho, discriminação racial e de gênero, assédio no trabalho, autoconhecimento e identificação de sintomas. 

O evento contou com a participação de diversas secretarias do município, com destaque para a secretária da Secretaria Municipal de Direitos Humanos (SMDH), Glória Amorim, e da delegada da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), Juliana Montes. A equipe da assessoria técnica da SMDH, incluindo membros do Gabinete, Ceam (Centro Especializado de Atendimento à Mulher), Casa Abrigo Deiva Ramphini, e das pastas de Direitos Humanos, Igualdade Racial e Promoção da Igualdade de Gênero, também marcou presença.

Além dos representantes municipais, o evento contou com a participação dos professores Alessandro Orofino, da assessoria da presidência da Fundação Oswaldo Aranha (FOA), e Aline Lopes Rebouças Gomes e Soraya Regina Ferreira, ambas professoras do Centro de Aprendizagem e Inovação Pedagógica (CAIP), do Centro Universitário de Volta Redonda (UniFOA). Eles enriqueceram o debate com suas experiências e perspectivas acadêmicas. 

Leia também:  UniFOA certifica primeira turma de Formação Executiva In Company

O fórum destacou a importância de abordar a saúde mental no ambiente de trabalho, especialmente em tempos de crescente pressão e desafios profissionais. Segundo o Professor Alessandro Orofino, “A saúde mental afeta a todos nós. E este evento, muito bem conduzido pela Secretaria Municipal, nos dá o alerta constante que é necessário cuidado, entendimento, acolhimento e ações claras para minimizar o impacto dos danos decorrentes da falta de saúde mental junto principalmente às mulheres, não só na nossa cidade, mas no Brasil e no mundo.”

Orofino ressaltou ainda a necessidade de cuidado contínuo com a saúde mental e a importância de eventos como este para promover o entendimento e a ação efetiva no enfrentamento dos desafios relacionados à saúde mental no trabalho. 

O fórum “Saúde Mental e Produtividade” serviu como uma plataforma vital para troca de experiências, reflexões e debates sobre questões que afetam diretamente o bem-estar e a produtividade no ambiente de trabalho. Através das discussões, ficou claro que há uma necessidade urgente de criar estratégias que promovam a saúde mental, combatam a discriminação e o assédio, e incentivem um ambiente de trabalho mais acolhedor e inclusivo. 

Os participantes foram incentivados a levar as discussões adiante em suas respectivas áreas de atuação, promovendo mudanças práticas e políticas que possam melhorar a saúde mental dos trabalhadores. A SMDH, juntamente com as demais entidades envolvidas, continuará a trabalhar para implementar as ideias e sugestões surgidas durante o fórum, visando a construção de um ambiente de trabalho mais saudável e produtivo para todos. 

Leia também:  Enfermagem oferece oficinas preparatórias para todos os alunos do UniFOA   

COMPARTILHAR

Leia também...

Escolha abaixo a melhor opção

Olá! Sou seu assistente Virtual. Posso te ajudar?

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Saiba mais.

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas