Estudantes do UniFOA podem participar de projeto voluntário com carga horária para Atividades Complementares

coluna reta

coluna reta

O início das aulas começou com força total para o projeto Coluna Reta, do médico ortopedista Juliano Coelho. Na etapa final de inscrição, alunos de todas áreas ainda podem se inscrever para participar do programa, para formação de grupos de voluntários que farão a triagem em crianças e adolescentes de Volta Redonda. 

O programa, de grande impacto social, trabalha a prevenção à escoliose na infância. Estima-se, para esse ano, que sejam atendidas aproximadamente 26 mil crianças de escolas públicas da cidade. Para isso, Juliano abriu vagas para voluntários de todos os cursos do Centro Universitário de Volta Redonda – UniFOA e montar uma grande equipe que será treinada em março pelo ortopedista. 

A carga horária pode ser escolhida de acordo com a rotina do estudante voluntário, porém dentro do quadro de vagas e horários criado para atender todas as escolas por seis meses. Serão atividades com cerca de três horas por dia, de segunda a quinta-feira, nos períodos da manhã e tarde. O programa valida como carga horária para o Programa de Atividades Complementares (PAC) para todos os inscritos no projeto. 

Os atendimentos duram cerca de três minutos para a avaliação. Com acesso a um aplicativo de celular auxiliar, o universitário avaliará cada caso e lançará para acompanhamento no app, já previamente cadastrados de acordo com os matriculados na rede pública. Todos os avaliados precisarão de ter autorização por escrito do responsável pelo menor. Foram criadas duas “Arenas de Atendimento” para o processo de triagem atender um fluxo maior e padronizado. 

Leia também:  FOA entrega 1000 kits do projeto Alta Feliz ao Hospital São João Batista  

A partir dessa pré-avaliação e encaminhamento, os participantes com alguma tendência a escoliose são encaminhados ao raio-x e posteriormente a uma consulta com o médico responsável, que poderá encaminha-lo ao trabalho com fisioterapia ou cirurgia, a depender de cada caso estudado e tratado um a um. Os atendimentos são realizados às sextas-feiras, no Estádio Raulino de Oliveira, no Aterrado. 

Em um futuro bem próximo, o projeto espera conseguir atender toda a rede de escolas particulares do município também. O Coluna Reta hoje, é um programa realizado com a Prefeitura Municipal de Volta Redonda e, desde meados do ano passado, firmou parceria com a FOA/UniFOA. 

As avaliações são cíclicas. De ano em ano a criança/adolescente deverá ser avaliada para que não ocorram interferências graves no desenvolvimento da coluna. “A ideia do projeto é prevenir e tratar antes de se tornar um caso cirúrgico”, explica Juliano. 

Para alunos do UniFOA interessados em participar do projeto, basta se inscrever pelo formulário. 

Desde o ano passado, alunos de Medicina já estão contribuindo e participando do projeto e inclusive de cirurgias assistidas. 

Conheça mais sobre o projeto:

Projeto Coluna Reta: mais duas cirurgias serão realizadas em Volta Redonda 

Adolescente que aguardava operação há 5 anos é submetida a cirurgia 

 

 

 

 

COMPARTILHAR

Leia também...

Escolha abaixo a melhor opção

Olá! Sou seu assistente Virtual. Posso te ajudar?

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Saiba mais.

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas