9 dicas para estudar em casa e render mais

Para muita gente, é difícil estudar em casa, pois existem diversas distrações e, com isso, o rendimento tende a cair. Só que é preciso se planejar para pegar firme nas matérias e se dar bem nas provas e vestibulares.

Além da dedicação, você pode se valer de algumas estratégias que vão organizar a sua rotina e facilitar o momento das leituras ou a resolução dos exercícios. Quer saber mais sobre esse assunto? Confira o nosso post e coloque em prática 9 dicas incríveis para ajudar nos estudos em casa!

1. Estabeleça horários fixos de estudo

Sabe aquela história de revisar conteúdo só na hora que der? Isso não serve se o objetivo for aumentar o próprio rendimento em casa. Isso porque você pode até ter disciplina por alguns dias, mas depois colocará outras atividades como prioridade.

Por isso, o ideal é estabelecer um horário fixo para estudar, a fim de ter comprometimento com essa questão. Se possível, escolha um período que respeite o seu relógio biológico. Se você tem mais energia pela manhã, por exemplo, reserve o começo do dia para repassar os conteúdos.

2. Desenvolva um cronograma

Como dar conta de repassar todo o conteúdo? Com uma pitada de organização. Uma boa forma de colocar tudo em ordem é construir um cronograma de estudos, determinando as matérias que serão vistas a cada dia ou período. Nesse esquema, deixe sempre um tempinho exclusivo para a revisão e um para treinar a redação.

Dessa forma, você consegue organizar os materiais com antecedência, sem deixar nenhum assunto importante para trás. E mesmo que tenha um plano detalhado, não deixe de fazer adaptações em sua estrutura, quando achar necessário. Vale até registrar o cronograma em forma de tabela física ou digital.

3. Fuja das distrações

Para quem começa a estudar em casa, as distrações passam a ser as principais inimigas. Sabe aquele momento em que você para tudo o que está fazendo para dar uma breve checada no celular? Então, essa espiadinha nem sempre é tão rápida e, quando repetida várias vezes, pode tomar um tempo importante.

Leia também:  Conheça as 4 carreiras jurídicas mais promissoras

Aqui, é bem simples a solução: na hora de estudar, desligue os eletrônicos ou fique longe deles. Desse jeito, você consegue se concentrar nas matérias por mais tempo e fixar bem os conteúdos.

Outro cuidado para evitar eventos que tiram a sua atenção é pedir que os familiares ou outras pessoas respeitem o seu momento de aprendizado. Então, informe em quais horários você estará indisponível para conversar ou exercer qualquer tipo de interação.

4. Determine metas a serem cumpridas

Se está complicado estudar na sua casa, que tal estabelecer um desafio diário? A ideia é pensar em metas do que deve ser revisado, como a quantidade de capítulos a serem lidos ou determinado número de exercícios para resolver.

Com isso, você garante mais engajamento e aumento da produtividade na hora de estudar, já que precisa cumprir o que foi determinado. Só não invente metas impossíveis, pois isso pode gerar frustração e atrapalhar o seu rendimento.

5. Faça pausas frequentes

As aulas nas escolas e faculdades são intercaladas por curtos intervalos. Embora sirvam, muitas vezes, como ação transitória entre uma disciplina e outra, podem combater o sono e outras sensações que prejudicam o desempenho dos alunos.

Pausas curtas são suficientes para mudar um pouco o foco e refrescar as ideias. Além disso, é possível aproveitá-las para desempenhar atividades que quebrem a monotonia, gerando novos estímulos ao cérebro. Com tantos benefícios, não há motivo para abrir mão dos intervalos no momento de estudar em casa.

Leia também:  Como se preparar para o primeiro ano de faculdade? Confira 5 dicas

6. Renove sua motivação com recompensas

Nosso nível de energia tende a variar ao longo da semana. Por isso, quando o desânimo bater, tenha em mente que todo o seu esforço envolve um objetivo maior: conseguir uma pontuação alta no Enem ou em outros vestibulares para, assim, começar uma faculdade.

Ao pensar em longo prazo, você terá uma boa motivação para se dedicar às matérias. Esse comprometimento ajuda, inclusive, na hora conciliar diferentes rotinas, como estudo, trabalho e vida pessoal.

A motivação também pode e deve ser renovada com frequência. Uma boa forma de fazer isso é se presentear com algo toda vez que você perceber um avanço positivo nos aprendizados. Pode ser comprando um produto simples, vivenciando experiências de lazer ou, simplesmente, refletindo sobre suas qualidades.

7. Varie os métodos de estudo

Quando estamos sem ânimo, cumprir um cronograma intenso pode ser bem entediante. Tudo piora com a necessidade de permanecer longos períodos no ambiente doméstico, a fim de praticar o distanciamento social.

Felizmente, existem vários recursos para você estudar em casa e deixar essa rotina mais estimulante. Podcasts educativos, séries ou filmes com temas relacionados às disciplinas e até aplicativos de exercícios são bons exemplos.

O objetivo é aproveitar diferentes métodos para ter sempre a sensação de estar adicionando novidades ao cronograma. No caso dos conteúdos em vídeo, por exemplo, você consegue relaxar mais, enquanto aprende sobre os assuntos abordados. Os materiais em áudio, por outro lado, são ótimos para escutar em espaços pouco convencionais, como um quintal ou interior de um veículo.

8. Melhore o ambiente

Como está a composição do seu local de estudos? Pequenos detalhes fazem a diferença para quem precisa manter 100% do foco em atividades de aprendizado. Eles incluem uma boa fonte de luz (artificial ou natural), peças adequadas de mobiliário e recursos que promovam conforto visual.

Leia também:  Conheça as 5 maiores características do estudante de publicidade

De nada adianta estudar em casa se o espaço reservado para isso for desestimulante. Então, observe o seu cantinho e cuide dele com carinho. Coloque uma mesa que abrigue todos os seus materiais, escolha uma cadeira ajustável e, se precisar de inspiração, decore com itens personalizados. Podem ser plantas, porta-trecos divertidos e até quadrinhos com frases motivacionais.

9. Cuide da saúde física e mental

Um organismo em equilíbrio tem muito mais energia para cumprir diferentes atividades. Por isso, nunca coloque os seus compromissos à frente da sua saúde. Mesmo naqueles dias que demandam mais trabalho ou envolvem prazos apertados, você precisa definir limites.

Quem exagera na busca por eficiência acaba deixando necessidades importantes de lado. Nessas situações, o risco de se alimentar mal, dormir pouco e lidar com os efeitos do estresse aumenta. Como resultado, a tão sonhada produtividade despenca e demora a ser recuperada.

É possível ter bons resultados sem descuidar do corpo e da mente. Quando sentir que está indo além do que aguenta, diminua o ritmo e repense seus hábitos. Não há mal nenhum em fazer adaptações constantes na sua rotina.

Viu que, com um pouquinho de organização, dá para ter sucesso ao estudar em casa? É tudo uma questão de hábito. Com o tempo, você se acostuma com os horários que estipulou, melhorando a sua produtividade. Só não se esqueça de tirar um tempo para descansar e relaxar, pois isso torna seu rendimento muito maior!

Gostou do nosso post? Se você conhece alguém que tem o mesmo objetivo e quer ajudar outras pessoas a manter um bom ritmo de estudos em casa, compartilhe o conteúdo nas suas redes sociais!

COMPARTILHAR

Leia também...

Escolha abaixo a melhor opção

Olá! Sou seu assistente Virtual. Posso te ajudar?

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Saiba mais.

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas