Engenharias: qual escolher? Saiba como escolher entre as principais áreas

A vida é feita de escolhas, sendo a decisão pela carreira uma das mais importantes. Se você já decidiu que pretende ser engenheiro, tendo identificado aptidões básicas para exercer esse tipo de profissão, chegou a hora de optar pelo campo específico em que atuará. Nesse momento, qual entre as diferentes engenharias você deve escolher?

Esse é um ponto fundamental dessa fase da sua vida. Embora as escolhas façam parte de uma mesma profissão, uma opção errada pode levar você a atuar em algo que nada tem a ver com os seus interesses.

Por isso, para ajudar você nessa tarefa, vamos dar algumas dicas que podem facilitar a sua escolha de curso superior entre as principais áreas da Engenharia. Vamos lá?

Identifique as suas características pessoais

Não existem cursos melhores ou piores do que os outros. A questão é você ter um perfil pessoal que tenha mais a ver com um determinado tipo de profissão.

Nesse caso, é fundamental que o estudante conheça as suas próprias características, como habilidades, preferências, aptidões, interesses, entre outras, para que seja capaz de avaliar a compatibilidade dos seus atributos com as particularidades de cada tipo de curso para saber qual Engenharia escolher.

Essa identificação pode ser feita tanto por meio da autorreflexão e observação dos próprios comportamentos quanto pela orientação vocacional. Neste segundo caso, um diferencial é que você conta com o apoio de profissionais.

Verifique o perfil do estudante de cada área

Antes de atuar como engenheiro, você deverá passar pela formação acadêmica em um curso de graduação, o que significa se adequar a um perfil estudantil. Esse perfil abrange as características básicas que o aluno de um determinado curso superior precisa ter para se sair bem durante os anos de faculdade e ser capaz de concluí-la.

Assim, além de lidar com as propriedades mais gerais da Engenharia, como raciocínio estratégico, competência lógico-matemática e habilidade de criação, você deve atentar para as exigências de cada um dos tipos de curso existentes.

Na Engenharia Ambiental, por exemplo, são desenvolvidos trabalhos de campo em meio a matas e rios. Já na Engenharia Civil, os alunos são expostos constantemente a ferramentas computacionais.

Cada modalidade apresenta suas próprias exigências, e é na compatibilidade entre o seu perfil como estudante com essas exigências que pode estar a chave do seu sucesso acadêmico e profissional.

Tenha atenção às demandas do mercado

Como existem dezenas de cursos de Engenharia, é recomendável que o futuro engenheiro faça uma pesquisa de mercado antes de iniciar a sua graduação. Isso é muito importante para evitar o risco de optar por uma Engenharia que tenha baixa procura mercadológica, como é o caso de alguns segmentos novos e bastante restritos.

É importante destacar que, em momentos de instabilidade econômica, alguns setores tendem a apresentar uma demanda menor de profissionais, entretanto, por serem atividades essenciais para a sociedade, os formados ainda conseguem encontrar espaço no mercado.

É o caso da Engenharia Civil, que depende muito da construção de obras públicas para que o seu mercado seja aquecido, mas que mesmo na crise continua apresentando boas possibilidades, como o trabalho em escritórios de Engenharia, indústrias e construtoras.

Busque informações sobre as carreiras

Não basta escolher atuar em alguma das áreas da Engenharia, é preciso também projetar as pretensões profissionais para que essa decisão seja acertada.

Leia também:  Qual a nota de corte para Jornalismo? Confira!

Dessa forma, é essencial que o estudante de Engenharia busque informações sobre as carreiras nos diferentes campos de atuação do engenheiro, conhecendo as oportunidades de cargos técnicos, administrativos e gerenciais.

Uma dica que costuma ser muito útil para o estudante que ainda está em dúvida é ir atrás dos profissionais que já exercem a profissão que ele está considerando e tentar acompanhar o dia a dia de trabalho dessas pessoas. Assim, é possível conhecer os pormenores de sua rotina de trabalho e ter melhores condições para fazer a sua escolha.

Conheça os diferentes ramos e saiba qual Engenharia escolher

Você deve conhecer bem as áreas da Engenharia para que consiga identificar qual é a mais compatível com o seu perfil e com as suas expectativas de trabalho.

Por isso, é importante que você busque informações sobre os conhecimentos abordados nos diferentes cursos de Engenharia. Da mesma forma, você deve conhecer quais são as possibilidades de atuação profissional oferecidas por cada um dos segmentos.

Esse processo é crucial, pois fornece base para o direcionamento da sua decisão. A partir da obtenção de informações sobre as diferentes opções, você terá condições de conhecer mais a fundo os cursos tradicionais, como Engenharia Mecânica, Elétrica e Civil, assim como os mais novos, como Engenharia Ambiental e Engenharia de Produção.

Entre todos os diferentes tipos de Engenharia existentes, veja a seguir os mais comuns e procurados.

Ambiental

A Engenharia Ambiental tem a ver com o estudo de meios para garantir a preservação de recursos naturais e proteger a saúde humana.

Assim, o engenheiro ambiental atua na criação de formas para reduzir os danos causados ao meio ambiente pela intervenção do homem. Isso diz respeito a projetar e construir sistemas, avaliar a condição em que se encontra o solo, o ar, entre outros.

Civil

Na Engenharia Civil, o profissional atua na construção e no gerenciamento de projetos como edifícios, casas, pontes e estradas.

É ele quem projeta as fundações que darão sustentação às construções, além de ter condições de determinar quais serão os materiais mais adequados para o procedimento. Além disso, é responsável por questões como a segurança dos envolvidos e a qualidade final da obra.

Elétrica

O profissional formado em Engenharia Elétrica sai da faculdade para o mercado de trabalho com a competência para lidar com diferentes necessidades que envolvem a energia elétrica, como a sua geração, transmissão e distribuição.

A necessidade de fornecimento de energia elétrica faz com que esse profissional tenha espaço em usinas hidrelétricas e termelétricas, além de indústrias e outros segmentos do mercado.

Mecânica

É o engenheiro mecânico que projeta, constrói e atua na manutenção de sistemas mecânicos. Assim, ele pode trabalhar com máquinas e ferramentas para automatizar processos, principalmente no setor industrial, onde encontra mais espaço em termos de mercado de trabalho.

A Engenharia Mecânica é uma das mais tradicionais e têm amplas possibilidades de atuação, já que é bem absorvida em diversos setores da indústria.

De Produção

A ideia por trás do curso de Engenharia de Produção é dar ao aluno condições para que ele implemente e desenvolva linhas de produção, algo que envolve temas que vão além dos conceitos básicos de Engenharia, considerando também Administração e Economia. É um profissional que encontra muito espaço em fábricas e indústrias.

Leia também:  Confira os diferentes tipos de aprendizagem e saiba qual é o seu

Da Computação

O profissional que atua nesse segmento está apto para trabalhar com a construção de hardwares e com o desenvolvimento de softwares e aplicativos para os mais diversos fins. A área de robótica também faz parte do campo de trabalho do engenheiro da computação. Outra boa oportunidade é encontrada nas grandes corporações, nas quais as atividades desenvolvidas incluem o gerenciamento de redes.

O engenheiro da computação precisa estar em atualização constante porque seu ramo de conhecimento está diretamente relacionado com as inovações que ocorrem no campo da tecnologia.

O mercado de trabalho é bastante favorável, já que a Engenharia da Computação é uma área que segue em crescimento acelerado. As indústrias de todos os setores necessitam de um profissional com esse conhecimento.

Química

Quem conclui a graduação em Engenharia Química se depara com um mercado promissor. O profissional desse ramo acompanha processos que transformam a matéria-prima em diferentes materiais, como tintas, plástico, tecidos, papel etc. Entre suas responsabilidades está a organização de métodos para extrair recursos da natureza sem provocar danos.

Trabalhar na área de pesquisas, visando o desenvolvimento e a implementação de procedimentos de ordem sustentável, também é um dos caminhos que o engenheiro químico pode seguir. Portanto, trata-se de um segmento com amplas possibilidades de atuação, sendo que a principal é encontrada nos processos produtivos industriais.

Aeronáutica

A Engenharia Aeronáutica desperta o interesse dos mais ousados, porque se distancia um pouco do mercado que podemos considerar como o mais cotidiano. O engenheiro dessa área elabora e supervisiona projetos de aeronaves dos mais diversos tipos e portes, desde aviões e helicópteros até foguetes e sondas espaciais.

O engenheiro aeronáutico também desenvolve atividades no processo de fabricação das aeronaves, assim como na inspeção regular e manutenção dos equipamentos. A área de atuação para esse profissional está concentrada no ramo das companhias aéreas e das empresas relacionadas a esse setor, responsáveis pela infraestrutura.

De Controle e Automação

Essa é uma das Engenharias atuais que se beneficia com o avanço contínuo da tecnologia. O engenheiro de controle e automação elabora, implementa e atua na operação e manutenção de equipamentos e sistemas, com o objetivo de automatizar processos que antes eram realizados manualmente. Programar as máquinas e adaptá-las aos novos softwares, por exemplo, são ações que fazem parte da rotina desse profissional.

As indústrias em geral têm demanda para o engenheiro de controle e automação. Mas as principais oportunidades de trabalho são encontradas nas seguintes áreas: metalurgia, mineração, gás e petróleo, portuária, robótica e automobilística.

Outra possibilidade com grande potencial no mercado é o segmento de vendas e prestação de serviço para fabricantes do ramo de automatização.

Como se destacar no mercado de trabalho?

Independentemente de qual das engenharias você escolher, é importante pensar desde já em formas de aproveitar a sua formação e se destacar no mercado de trabalho. Afinal, por mais que essa profissão seja absorvida em diversos ramos da indústria, a verdade é que o mercado está cada vez mais exigente.

Assim, anote algumas dicas para sair na frente e conquistar diferenciais profissionais desde cedo!

Faça um plano de carreira

Fazer um plano de carreira nada mais é do que planejar os seus objetivos profissionais no curto, médio e longo prazo. Assim, você pode pensar em formas práticas de atingir essas metas. E não se engane: quanto mais cedo você começar a pensar nisso, melhor.

Leia também:  Enem digital: veja como funciona e tire suas dúvidas!

Afinal, entrar na faculdade já tendo em mente o que você quer fazer em seguida é excelente para direcionar sua jornada acadêmica para esse objetivo. Por exemplo, se você deseja trabalhar em uma multinacional daqui a alguns anos, pode se organizar desde a graduação para conciliar um curso de idiomas.

Fique de olho nas tendências da área

Novas técnicas e tendências não param de surgir, ainda mais nas engenharias, já que elas são muito sensíveis às atualizações tecnológicas. Assim, é importante ter desde já um perfil voltado para o aperfeiçoamento constante.

Para ser competitivo no mercado, você deve ter o hábito de reciclar e atualizar seus conhecimentos. Isso se faz por meio da educação continuada: pós-graduação e cursos de extensão são boas pedidas. Além disso, participar de eventos da sua área é excelente para ter contato com novidades.

Invista em networking

Falando em eventos, eles são grandes oportunidades de fazer networking. Essa é uma das formas mais eficazes de se destacar no mercado. Já diz o ditado: quem tem contato, tem tudo! É por meio de um bom relacionamento com colegas da área que você pode ter acesso às melhores oportunidades profissionais.

Sabe aquele colega de turma com quem você fez um trabalho de disciplina? Chame-o para tomar um café e compartilhar experiências. Em eventos, bata um papo com diferentes profissionais. Ah, também não deixe de atualizar sua página no LinkedIn e crie conexões.

Participe de atividades extracurriculares

Durante seu curso de Engenharia, vá além do básico! Uma formação de qualidade envolve o que é visto em sala de aula, mas também o que acontece fora dela. Experiências extraclasse ajudam a enriquecer seus conhecimentos e a proporcionar seu desenvolvimento profissional e pessoal.

Ainda, ter essas atividades no currículo faz toda a diferença na hora de chamar a atenção de recrutadores. Alguns exemplos de atividades são:

  • cursos livres;
  • participação em grêmios estudantis e atléticas;
  • trabalho voluntário;
  • iniciação científica;
  • intercâmbios acadêmicos.

Desenvolva habilidades comportamentais

Por fim, não se esqueça das habilidades comportamentais. As chamadas soft skills são cada vez mais valorizadas no mercado e, hoje em dia, são tão relevantes quanto os conhecimentos técnicos em processos seletivos. A boa notícia é que as dicas anteriores já ajudam nesse sentido.

As experiências citadas, especialmente as atividades extracurriculares, favorecem bastante habilidades como a autonomia, a empatia, a capacidade de trabalho em equipe e a comunicação.

Enfim, as Engenharias fazem parte das profissões mais apreciadas no país. Entretanto, é preciso ter critérios para saber qual Engenharia escolher. Para isso, você deve avaliar bem as demandas de cada uma das carreiras envolvidas e decidir pelo curso que melhor se enquadra no seu perfil para garantir um futuro profissional bem-sucedido.

Gostou de saber um pouco mais sobre os diferentes tipos de Engenharia? Não permaneça com dúvidas: entre em contato com o UniFOA e obtenha todo o direcionamento necessário para iniciar sua nova jornada e se tornar um engenheiro de sucesso!

Se o conteúdo foi útil, não deixe de assinar a nossa newsletter! Assim, poderemos avisar por e-mail sobre novos posts publicados aqui no blog!

COMPARTILHAR

Leia também...

Escolha abaixo a melhor opção

Olá! Sou seu assistente Virtual. Posso te ajudar?

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Saiba mais.

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas