Atividades extracurriculares: o que são e como fazer?

Para terminar a sua formação e pegar o diploma, é necessário concluir uma carga horária de atividades extracurriculares. A proposta delas está ligada ao ganho de experiência fora da sala de aula, permitindo que você tenha uma visão mais ampla da sua profissão. Por isso, vale a pena entender como cumprir essas horas e quais opções podem contribuir para seus objetivos profissionais.

Isso faz com que você consiga um duplo benefício: além de preencher um requisito necessário para a conclusão do curso, também pode ampliar sua rede de contatos e ganhar uma nova perspectiva em sua carreira. Se você quer saber como escolher as melhores opções, continue a leitura e confira o nosso post!

O que são atividades extracurriculares?

São consideradas atividades extracurriculares aquelas que são feitas além do currículo acadêmico da sua instituição. Elas exigem a participação voluntária do aluno e são destinadas a complementar alguns aspectos de sua educação formal.

Tais atividades podem envolver diversas áreas de formação, extrapolando os limites do seu curso e oferecendo uma visão mais ampla. Elas incluem esportes, dança, artes, teatro, clubes de leitura, atividade voluntária, competições, participações em eventos e muito mais.

Por meio delas, você consegue desenvolver habilidades sociais de liderança, trabalho em equipe, organização, criatividade e demais interesse além do aspecto formal do ensino. Elas contribuem para que você consiga explorar talentos, desenvolver habilidades e ampliar o seu currículo profissional.

Qual a importância delas?

Fazer atividades extracurriculares durante a faculdade pode agregar muito valor a sua formação. Elas são cruciais para desenvolver habilidades complementares que serão úteis no mercado de trabalho.

Por exemplo, por meio delas é possível desenvolver o pensamento crítico, aprender a tomar decisões, ter contato com o dia a dia de trabalho junto com uma equipe, aprimorar as aptidões de liderança e saber resolver problemas reais dos aspectos teóricos vistos na faculdade.

Leia também:  Ano de vestibular: 5 dicas para se preparar para as provas

Além disso, as atividades extracurriculares vão ampliar a rede de contatos e gerar mais interação com a comunidade, o que oferece a oportunidade de ver mais possibilidades de atuação após a conclusão do curso. Portanto, é muito válido realizar atividades desse tipo.

Quais são as principais atividades extracurriculares?

Agora que você já sabe que é importante fazer atividades extracurriculares, que tal aprender quais são as principais possibilidades para quem está em um curso superior? Destacamos várias opções, a seguir:

  • monitorias — essa é uma possibilidade na qual você vai repassar os seus conhecimentos para quem está em anos anteriores que você;
  • projetos de extensão — eles oferecem maior contato com a comunidade e permite o desenvolvimento de boas habilidades;
  • estágio — ótima oportunidade para aprender a profissão na prática e ganhar experiência;
  • ações na comunidade — outra opção para aumentar o contato com a comunidade e aplicar os conhecimentos adquiridos para gerar retornos para a sociedade;
  • iniciação científica — possibilidade interessante para quem tem interesse em seguir na carreira acadêmica;
  • práticas esportivas — você pode participar das atléticas e gerar ótimos contatos com futuros companheiros de profissão;
  • cursos extras — complementam bem os conhecimentos teóricos adquiridos ao longo do ensino superior.

Essas são algumas das possibilidades nas quais você pode investir para melhorar o seu currículo e alavancar a sua carreira. Portanto, vale a pena considerar cada opção disponível para potencializar o seu crescimento profissional.

Leia também:  Ciências exatas: o que você precisa saber sobre essa área

Como fazer atividades extracurriculares?

Ao entender as possíveis atividades que você pode realizar durante o seu processo de aprendizado, o próximo passo é entender como fazê-las, na prática. Existem algumas boas dicas que podem te ajudar nesse sentido, como:

  • procure por atividades que são relacionadas com os seus interesses e que possam melhorar o seu desenvolvimento;
  • encontre os líderes do seu departamento para entender quais são as atividades disponibilizadas;
  • procure por alternativas disponíveis fora da faculdade e que podem acrescentar valor a sua formação;
  • pesquise por bolsas de estudo para facilitar o foco na hora de fazer as atividades extracurriculares;
  • esteja aberto a participar de novas experiências, pois isso pode gerar aprendizados importantes para o seu futuro.

A partir dessas práticas, você já consegue ingressar em boas atividades extracurriculares. Vale ainda contar com dicas para escolher as mais adequadas para o seu perfil.

Como escolher as melhores atividades extracurriculares?

Fazer a escolha das atividades extracurriculares mais importantes para a sua formação pode não ser tarefa fácil. Para te ajudar com isso, destacamos várias dicas que são fáceis de aplicar. Confira, a seguir!

Identifique objetivos

Entender qual a sua prioridade é uma ótima maneira de determinar como começar suas atividades extracurriculares. Por isso, avalie quais as principais necessidades para complementar a sua formação.

Para quem está em busca de oportunidades de trabalho, vale a pena buscar opções de estágio, trainee ou outras alternativas realizadas junto às empresas. Já para quem deseja desenvolver habilidades sociais, vale a pena considerar opções em palestras, cursos e atividades comunitárias, por exemplo. 

Leia também:  Literatura no Enem: quais os assuntos mais cobrados no exame?

Por fim, para quem está em busca de ampliar suas habilidades artísticas ou esportivas, é possível explorar tais opções, mesmo que elas não tenham uma relação direta com o seu curso.

Avalie os seus interesses

Além de ter em mente os objetivos que você pretende alcançar, também é crucial considerar os seus interesses. Por exemplo, as chances de completar uma atividade na qual não se tem interesse é bem baixa.

Com isso, você acabará apenas perdendo o seu tempo. Portanto, pense em quais são as tarefas que você curte e procure atividades que podem ser complementares a sua formação. Essa prática vai ajudar a encontrar opções para se desenvolver.

Considere os custos

Por fim, também é necessário entender os custos associados a esse processo. Por exemplo, é preciso manter uma boa gestão financeira para não se apertar enquanto você está se especializando. Existem atividades que podem gerar despesas com transporte e outros fatores.

Avalie se vale a pena fazê-las. Por outro lado, outras atividades extracurriculares, como o estágio, podem proporcionar uma remuneração enquanto aprende mais sobre a profissão.

Viu como as atividades extracurriculares representam uma parcela importante da sua formação? Por meio delas, você consegue ter experiências únicas e que ampliam sua perspectiva profissional. Portanto, não deixe de fazer uma avaliação criteriosa sobre quais opções escolher para incluir em seu currículo.

Quer saber mais sobre a vida universitária? Então, curta nossa página no Facebook e confira algumas dicas incríveis para sua formação!

atividades

COMPARTILHAR

Leia também...

Escolha abaixo a melhor opção

Olá! Sou seu assistente Virtual. Posso te ajudar?

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Saiba mais.

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas