8 dicas para ingressar no mercado de trabalho com mais facilidade

Muita gente fica preocupada em como vai ser a procura pelo primeiro emprego. Afinal, a concorrência é alta e, para quem está iniciando, há o fato de não ter nenhuma experiência profissional para ingressar no mercado de trabalho. Mas tudo tem um começo, inclusive a nossa trajetória de carreira.

Então, é preciso deixar o medo de lado e encarar essa nova fase, que será repleta de desafios, mas também de realizações. Quer descobrir como se dar bem a aumentar as chances de contratação? Não perca as 8 dicas que reunimos para você!

1. Não tenha medo de assumir que tem pouca experiência

Ninguém nasce sabendo executar compromissos profissionais. Portanto, a primeira questão é não ter vergonha da falta de experiência, já que isso é natural para quem está em busca do primeiro emprego.

Nessa hora, reflita sobre as experiências que você já teve na faculdade ou até no Ensino Médio, como preparação de eventos, trabalho em grupo, empresa júnior ou até em atividades externas, como voluntariado. Tudo isso conta pontos em um processo seletivo.

O que não pode é inventar uma experiência que você não teve, pois a mentira será descoberta e isso vai pegar mal para a sua imagem. Ser transparente quanto à sua condição demonstra respeito aos recrutadores e comprometimento com a verdade, o que ajuda a ingressar no mercado de trabalho.

2. Elabore o currículo de acordo com a vaga

currículo deve chamar a atenção do recrutador, por isso, destaque os pontos que tenham a ver com a vaga que você está disputando. Insira, além do seu curso superior, as atividades e formações complementares. Também deixe claro qual é o seu objetivo profissional, evitando jargões como “em busca de oportunidades”.

Leia também:  As 8 ferramentas que o estudante de design precisa dominar

Só coloque foto ou pretensão salarial no documento caso isso seja uma exigência da empresa recrutadora. Outros itens que enriquecem um currículo são as habilidades e as experiências adquiridas ao longo da vida acadêmica.

Lembre-se de revisar tudo o que você escreveu, pois os erros de Português tiram pontos de qualquer candidato. Uma tática que ajuda a identificar problemas é pedir que outra pessoa leia o material e aponte possíveis falhas. Pode ser um amigo ou familiar que não tenha conhecimento do conteúdo.

3. Prepare-se para a entrevista

O processo para ingressar no mercado de trabalho envolve várias etapas, e sabemos que a entrevista de emprego é a que tira o sono de muita gente. Então, que tal se preparar para esse momento? Simule, em casa, as possíveis perguntas e pense com calma nas respostas que serão fornecidas.

Uma dica é pesquisar sobre a empresa e a área de atuação do negócio, pois são informações que vão ajudar você a ter mais repertório para pensar em como responder de forma adequada cada questionamento. O perfil da organização também ajuda a ter uma ideia sobre a vestimenta ideal para o encontro.

4. Desenvolva sua habilidade de comunicação

Esse é um cuidado que vai tornar qualquer interação com a empresa e seus representantes mais fluida. Afinal, para que todos se entendam e apresentem seus objetivos, é crucial que a comunicação ocorra sem falhas. Vale lembrar que ela inclui desde aspectos da fala até elementos de linguagem corporal.

Para desenvolvê-la, é importante que você pratique diálogos com diferentes pessoas. Assim, terá referências de reações para encaminhar a conversa da melhor forma. Veja exemplos de práticas que podem ajudar você a se expressar e a usar isso como impulso para ingressar no mercado de trabalho:

  • exercite a escuta ativa — aprenda a ouvir o outro com atenção antes de expor suas opiniões e ideias;
  • confirme que está acompanhando o raciocínio — faça afirmações como “sim” e “não” durante a conversa, a fim de mostrar ao locutor que seu interesse permanece ativo;
  • faça contato visual — esse é um sinais mais relevantes no momento da entrevista, pois permite identificar expressões e criar conexão;
  • mantenha a boa postura — sente com as costas eretas e incline levemente o corpo em direção ao locutor. Evite cruzada de braços ou de pernas, pois indicam pouca abertura para a troca.
Leia também:  Por que investir na extensão em Tecnologia da Informação?

5. Contenha a ansiedade na hora de ficar em frente ao recrutador

Controle o emocional no momento em que estiver de frente para a equipe ou profissional responsável pela seleção. Está em jogo uma vaga de emprego e você não pode por tudo a perder por conta do nervosismo, certo? Assim, chegue com antecedência no local para conseguir relaxar antes da entrevista.

Depois, lembre-se de respirar fundo e falar devagar para conseguir elaborar mentalmente cada resposta, sem correr o risco de atropelar as palavras. Aliás, essa dica vale tanto para a entrevista presencial quanto para as reuniões realizadas no ambiente online.

6. Comece a aprender um novo idioma

O domínio de uma ou mais línguas estrangeiras continua sendo um diferencial importante para concorrer a vagas de emprego. Isso porque demonstra o esforço e o interesse constante dos candidatos em praticar o aprendizado contínuo.

Ao aprender um novo idioma, você não só terá destaque nos processos seletivos, como também vai acessar oportunidades mais variadas de trabalho. Quem fala inglês ou espanhol, por exemplo, consegue interagir com profissionais de vários países e integrar equipes em empresas de fora.

Como a absorção das regras, gramática e outros detalhes exige tempo, o ideal é buscar um curso de idiomas quanto antes. Assim, quando chegar a hora de tentar ingressar no mercado de trabalho, você estará com o conhecimento necessário na ponta da língua.

Leia também:  6 principais áreas da engenharia elétrica

7. Invista na sua presença digital

Visibilidade é importante para diferentes profissões, e nada melhor que a internet para levar o seu perfil a mais e mais pessoas. Foi-se o tempo em que apenas empresas investiam na presença digital para vender produtos e divulgar serviços.

Hoje, tanto estudantes quanto recém-graduados devem tirar proveito das redes sociais e profissionais para mostrar suas habilidades. Isso permite que tenham seus nomes encontrados em pesquisas relacionadas a trabalhos, projetos e demais iniciativas remuneradas.

8. Fique por dentro dos processos seletivos da sua área

Por fim, esteja sempre de olho nas vagas que possam surgir na sua área para ingressar mais rápido no mercado de trabalho. Pesquise as oportunidades nos principais portais de emprego, nas páginas das organizações e também no LinkedIn.

Outra recomendação é fazer networking, participando de cursos, eventos e grupos das redes sociais do seu segmento. Assim, você conhece pessoas, troca ideias e pode conseguir informações sobre os processos seletivos de diferentes empresas.

Além das dicas que apresentamos, é fundamental escolher uma faculdade de referência, que forneça todas as orientações que você precisa para encontrar o primeiro emprego. Assim, poderá usar a formação de qualidade a seu favor para ingressar no mercado de trabalho.

Busca uma instituição de ensino que vai oferecer esse suporte? Entre em contato com o UniFOA e fique por dentro dos nossos cursos e diferenciais!

ingressar no mercado de trabalho

COMPARTILHAR

Leia também...

Escolha abaixo a melhor opção

Olá! Sou seu assistente Virtual. Posso te ajudar?

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Saiba mais.

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas