4 assuntos de Filosofia que mais caem no Enem

Uma das principais formas de entrar na universidade para os estudantes brasileiros, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é conhecido por sua concorrência acirrada. Diante disso, conhecer e se aprofundar nos principais assuntos de Filosofia que mais caem no Enem é imprescindível para aumentar as suas chances de obter uma pontuação satisfatória para o curso do seu interesse.

A prova de Filosofia do Enem engloba diversas correntes e pensadores ao longo da história, tornando crucial a compreensão das diferentes abordagens filosóficas existentes. Quer se preparar para entrar na universidade dos seus sonhos? Confira, neste post, em quais assuntos de Filosofia você deve focar!

Qual a importância de estudar Filosofia para o Enem?

A preparação para as questões de Filosofia a serem respondidas no Enem é de extrema importância, uma vez que essa disciplina aborda aspectos que vão além do conhecimento teórico. Ela requer a capacidade de análise crítica, argumentação lógica e interpretação de textos filosóficos, habilidades que são valiosas não só para o exame, mas também para o desenvolvimento intelectual e o sucesso acadêmico.

Além disso, uma boa pontuação nessa área de conhecimento pode fazer a diferença na busca por uma vaga na universidade, já que o exame é um dos principais critérios de seleção em instituições de ensino superior no Brasil.

Quais são os assuntos de Filosofia que mais caem no Enem?

Existem alguns tópicos de Filosofia que costumam ser mais frequentes no Enem e que, portanto, devem fazer parte da sua rotina de estudos da disciplina. Descubra, a seguir, quais são os temas sobre os quais você deve se debruçar para uma preparação mais eficaz.

Leia também:  Carreira em Tecnologia: quais estão em alta e como escolher qual seguir?

1. Filosofia Temática

A Filosofia Temática é uma abordagem filosófica que se concentra na análise e na discussão de questões específicas e concretas, em vez de explorar amplamente os sistemas filosóficos ou as correntes de pensamento de filósofos individuais.

Essa abordagem envolve a investigação de temas, problemas ou questões filosóficas específicas, como a ética da Inteligência Artificial, a filosofia da mente, a moralidade da ação humana, entre outros.

O objetivo é se aprofundar no entendimento de tais tópicos, examinando diferentes perspectivas e argumentos e promovendo debates críticos, assim como o conhecimento em áreas filosóficas específicas.

2. Filosofia Moderna

Reconhecida como uma importante fase no desenvolvimento da filosofia ocidental, que perdurou do século XVI ao XVIII, a Filosofia Moderna rompeu com o pensamento medieval, adotando uma abordagem secular e racionalista influenciada pelo Renascimento e pela Revolução Científica.

Nela se destacaram filósofos como Descartes, Spinoza, Locke, Hume e Kant, que exploraram temas como a razão, a mente e o corpo, direitos humanos, ética, empirismo, ceticismo e epistemologia.

Esse período contribuiu para a elaboração das bases filosóficas que moldaram nossa compreensão contemporânea do mundo e da existência humana.

3. Filosofia Antiga

A Filosofia Antiga se refere ao período inicial do desenvolvimento da filosofia ocidental, que compreende os séculos VI a.C. até o século V d.C., com seu epicentro nas civilizações grega e romana.

Nesse contexto, filósofos notáveis, como Sócrates, Platão, Aristóteles, Epicuro e Zenão, exploraram uma ampla gama de questões fundamentais, como a natureza da realidade, a ética, a política, a epistemologia e a metafísica.

Leia também:  Conheça 5 apps de organização de tarefas para ajudar você no dia a dia

A área de estudo também foi influenciada pela mitologia e pela religião grega. No entanto, destacou-se por sua busca pelo conhecimento e pela sabedoria por meio da razão e do debate crítico, definindo os fundamentos da filosofia ocidental e contribuindo de maneira substancial para a compreensão do pensamento humano e da existência desde então.

4. Filosofia Contemporânea

Os acontecimentos filosóficos mais recentes, representados pela Filosofia Contemporânea, requerem a sua atenção na prova do Enem.

Estamos falando de uma corrente filosófica que aborda o período a partir do final do século XIX até o presente, que se caracteriza por sua diversidade de pensamentos e pela influência de eventos históricos, como as guerras mundiais e os avanços tecnológicos.

Os filósofos contemporâneos estudam questões complexas, como realidade, moralidade, política, ética, tecnologia, cultura e identidade, buscando soluções para desafios éticos e sociais emergentes, facilitando a compreensão do mundo e fomentando debates filosóficos interessantes para a sociedade atual.

Conhecer os assuntos de Filosofia que mais caem no Enem é essencial para a sua preparação para dominá-los e para obter uma boa pontuação nessa área de conhecimento, o que facilita o seu caminho para o ensino superior.

Para encaixá-los no seu planejamento de estudos, reserve um tempo específico para cada um deles, utilize recursos como provas passadas e materiais de estudo confiáveis e pratique resolvendo questões relacionadas a eles.

Achou este post interessante? Assine a nossa newsletter e receba no seu e-mail mais dicas indispensáveis para estudantes!

Leia também:  Conheça as funções do ChatGPT

COMPARTILHAR

Leia também...

Escolha abaixo a melhor opção

Olá! Sou seu assistente Virtual. Posso te ajudar?

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Saiba mais.

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas