Como ter mais inspiração para escrever? Não perca 7 dicas!

Passar informações para o papel ou computador nem sempre é uma tarefa fácil. Mesmo quem já está habituado a produzir textos sente, vez ou outra, dificuldade para preencher a folha em branco. Nesses momentos de bloqueio, o melhor caminho é exercer atividades que estimulem o cérebro e tragam inspiração para escrever.

Muitas são as táticas que ajudam a obter ideias e criar bons conteúdos. A escolha de um lugar confortável, por exemplo, favorece o processo criativo e permite que você mantenha o foco por um longo período. São estratégias como essa que preparam estudantes para as provas do Enem e até para vestibulares de diferentes instituições de ensino superior.

Quer mais dicas para fazer redações de qualidade? Então fique de olho neste post que preparamos!

1. Ouça músicas

Melodias alegres podem ser úteis para receber aquele empurrãozinho na tarefa da escrita. Assim, sempre que você sentir falta de um impulso, experimente curtir uma ou mais faixas animadas da sua playlist. Esse exercício vai distrair sua mente e fazer com que pensamentos ansiosos saiam de cena — liberando espaço para a imaginação fluir.

Há pessoas que gostam de ouvir um som enquanto escrevem, pois o barulho não atrapalha a reflexão. Se você faz parte desse grupo, pode fazer uma seleção de canções para escutar durante a produção dos textos. Melhor ainda se as letras das músicas forem em outro idioma, de modo que o significado de suas mensagens não se torne o alvo principal.

Também é legal pesquisar áudios específicos para quem não quer trabalhar ou estudar em completo silêncio. Esses materiais estão disponíveis em vários canais e geram bastante inspiração para escrever.

Leia também:  Quais os principais desafios e benefícios de morar em república?

2. Anote todas as ideias

A criatividade não funciona de maneira contínua. Por isso, não se preocupe se você costuma perdê-la naqueles instantes em que mais precisa. Já percebeu como esboços de conceitos, fórmulas e outros itens relevantes ajudam a manter o foco nos estudos? Esse hábito faz parte da rotina de muita gente que precisa organizar suas próprias ideias.

Então, sempre que você quiser uma injeção de ânimo para escrever, comece registrando as principais questões que deseja abordar no texto. Podem ser tópicos em forma de títulos, frases importantes e demais pontos que surgirem para estruturar o conteúdo. Faça esse esqueleto de maneira despretensiosa para poupar energia e dedicá-la à redação.

Outro costume que melhora a capacidade de dissertar sobre qualquer assunto é anotar os insights logo que eles surgirem: durante um passeio, na hora do banho ou enquanto você toma aquele cafezinho. Assim, fica mais fácil recuperar a linha de raciocínio quando necessário.

3. Leia muito

Explorar os conteúdos de outras pessoas é um excelente passo para ampliar seu vocabulário, descobrir novos estilos de linguagem e dominar diferentes elementos de comunicação. Com todo esse repertório em mãos, a inspiração para escrever tende a vir com mais naturalidade, passando a ser frequente na rotina.

Pense que a leitura será exigida em diversas situações da sua vida, por isso, não deixe de consumir livros, revistas, jornais e blogs sobre diferentes temas. Ao começar a faculdade ou uma nova profissão, por exemplo, você precisará se expressar tanto verbalmente quanto por meio de textos — seja um simples e-mail, seja um artigo extenso. Logo, para que a mensagem seja transmitida corretamente e não gere interpretações dúbias, é preciso treino constante.

Leia também:  UniFOA e Sthem Brasil: parceria que transforma a sociedade

4. Não se pressione

É normal que a sua mente fique agitada nos minutos que antecedem a escrita. Você começa a pensar nos possíveis caminhos para iniciar o texto, nas questões que não podem ficar de fora e em maneiras de conectar todas as ideias. Isso pode gerar certo desconforto, principalmente quando outras preocupações estão rondando o seu cotidiano.

Quando perceber que a atividade não está fluindo de jeito nenhum, faça uma pausa e descanse. Se possível, deixe a produção para outro momento e tente resolver os demais assuntos que estão tomando conta da sua cabeça antes de retornar. Esse intervalo será crucial para evitar o estresse e a percepção negativa do processo de redigir um conteúdo.

5. Assista a filmes e documentários

Programas televisivos também são ótimas fontes de inspiração para escrever. Isso porque apresentam riqueza de diálogos e argumentos que fazem o telespectador enxergar o mundo de diversas formas. Quem nunca se pegou refletindo sobre um assunto que nunca havia questionado depois que conferiu o roteiro de um filme ou documentário?

A ideia é tratar o cinema em casa como um programa de lazer e, ao mesmo tempo, um método de aprendizado. Para isso, vale a pena escolher produções educativas ou que abordem os temas que você precisa trabalhar em sua redação. É uma boa forma de obter conhecimento e recuperar a empolgação para fazer seus primeiros esboços de conteúdo.

6. Saia um pouco da rotina

Agendas detalhadas com tarefas e seus devidos prazos são essenciais para manter compromissos em ordem. Quando mantidas sem alterações por muito tempo, no entanto, elas podem minar sua capacidade criativa. Com a repetição dos afazeres, surge o risco de você lidar com dois grandes inimigos da inspiração: o tédio e o desânimo.

Leia também:  9 segredos para fazer uma excelente redação no Enem

Felizmente, é possível combater essas sensações com mudanças simples na rotina. Para conseguir relaxar e receber outros estímulos, altere ou insira novos hábitos em sua rotina. Pense em começar a caminhar pela manhã, em visitar um familiar ou amigo, em tentar um hobby que sempre quis. Essas novidades com certeza vão trazer muitos benefícios.

7. Escreva sobre temas que gosta

A inspiração para escrever vem com facilidade quando envolve aquilo que já dominamos. Se falar de plantas é algo tranquilo e que te motiva, por exemplo, pode ter certeza de que não terá tantos bloqueios para redigir um texto sobre o assunto. A dica final, portanto, gira em torno de priorizar temas que você gosta ao treinar redações.

A ideia é colocar sua habilidade de produção em prática de um jeito prazeroso para que o interesse pela escrita seja preservado. Depois desse exercício, os assuntos considerados complexos vão ficar menos desafiadores. Lembre-se de que não se trata de talento, mas de treino feito com constância e disciplina.

Agora que você sabe como ter inspiração para escrever, fique à vontade para testar as ações que combinam com o seu perfil e estilo de vida. Sempre que terminar um texto, faça uma revisão para avaliar as mudanças no seu modo de comunicar ideias, identificar as falhas ou avanços e continuar aprimorando a sua escrita.

Quer mais dicas para mandar bem nas redações das provas? Fique por dentro de algumas das principais técnicas!

COMPARTILHAR

Leia também...

Escolha abaixo a melhor opção

Olá! Sou seu assistente Virtual. Posso te ajudar?

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Saiba mais.

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas

Luciana Pereira Pacheco Werneck

Especialização em Gerenciamento de Projetos
Data de admissão: 01/02/2018
Disciplinas lecionadas